Os e as atletas de 2023

Rebeca Andrade e Marcus D’Almeida levam o Troféu Rei Pelé, no Prêmio Brasil Olímpico deste ano; Flávia Saraiva, Alison dos Santos, Bruna Takahashi, Chiaki Ishii, Maria Eduarda Alexandre, Daniel Lima e Larissa Borba são os contemplados e outras categorias da premiação


Do Comitê Olímpico do Brasil (COB) | Do Rio de Janeiro (RJ)

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) realizou na noite da última sexta-feira, 15 de dezembro, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, o Prêmio Brasil Olímpico 2023, que coroou os melhores atletas, treinadores e equipes deste ano.

A principal premiação da noite foi o Troféu Rei Pelé, nome que passou a ser dado neste ano ao melhor atleta de cada gênero.

No masculino, o eleito foi Marcus D’Almeida, do tiro com arco.

Já no feminino, mais uma vez quem ganhou foi a ginasta Rebeca Andrade, vencedora pelo terceiro ano consecutivo.

ATLETA DA TORCIDA

Na categoria ‘Atleta da Torcida’, em que o/a homenageado/a é escolhido/a pelo público, a vencedora foi Flávia Saraiva, da ginástica artística.

Ela obteve 52,85% dos votos.

Flavinha concorreu ao posto com Augusto Akio (skate park), Bárbara Domingos (ginástica rítmica), Beatriz Ferreira (boxe), Darlan Souza (vôlei) e Guilherme Costa (natação).

Foi a segunda vez que Flavinha recebeu o prêmio de Atleta da Torcida. Ela, inclusive, foi a primeira atleta a receber essa premiação, ainda em 2014.

O prêmio de 2023 veio para celebrar um ano de ressurgimento da ginasta. Após um início de temporada complicada, de recuperação após mais uma cirurgia no tornozelo, Flavinha veio crescendo de produtividade e a expectativa era grande pela participação dela no Mundial de Ginástica Artística, realizado na Antuérpia, na Bélgica, em outubro.

E o ineditismo começou ali. Além de conquistar a medalha de prata histórica por equipes, Flavinha finalmente obteve sua primeira medalha individual em uma edição do Mundial, o bronze no solo.

ALISON DOS SANTOS

Na categoria ‘Retorno do Ano’, o premiado foi Alison dos Santos.

Medalhista olímpico dos 400m com barreiras, ele ficou afastado das pistas por lesão, mas se recuperou e terminou em quinto no Mundial da Hungria, em agosto deste ano.

ATLETA REVELAÇÃO

A jovem ginasta Maria Eduarda Alexandre, 16 anos, foi eleita a Atleta Revelação do Prêmio Brasil Olímpico 2023.

Logo em seu primeiro ano como profissional, a paranaense de 16 anos brilhou: Ela conquistou duas medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze nos Jogos Pan-americanos de Santiago. Cria dos Jogos da Juventude, ela ainda impressionou ao marcar presença em finais de etapas de Copa do Mundo. Em Baku, no Azerbaijão, por exemplo, ficou em quinto lugar no arco.

INSPIRAÇÃO

Outra categoria do Prêmio Olímpico Brasil é o Inspire Riachuelo, patrocinado pela varejista homônima. A escolha se dá por votação do público. A eleita, com 40,37%, foi a mesa-tenista Bruna Takahashi.

Na atual temporada, além de Bruna, outros seis nomes foram indicados e participaram da votação: Ana Marcela (Águas Abertas), Bárbara Domingos (Ginástica Rítmica), Duda Lisboa (Vôlei de Praia), Flavia Saraiva (Ginástica Artística), Rayssa Leal (Skate) e Rebeca Andrade (Ginástica Artística).

TROFÉU ADHEMAR FERREIRA DA SILVA

Um outro momento de grande emoção na Cidade das Artes foi a entrega do Troféu Adhemar Ferreira Silva. O vencedor neste ano foi Chiaki Ishii, primeiro medalhista olímpico brasileiro no judô.

O prêmio é oferecido como um reconhecimento aos atletas que se destacaram e construíram um legado consistente e eterno para o esporte nacional.

JOGOS DA JUVENTUDE

O Prêmio Olímpico Brasil contempla também destaques do Jogos da Juventude, que neste ano ocorreu em Ribeirão Preto (SP), em setembro.

Entre os mais de 4 mil atletas com idade até 17 anos que participaram do evento, foram premiados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) o ciclista Daniel Lima, do Sergipe, e a nadadora Larissa Borba, de São Paulo.

Confira os depoimentos dos atletas contemplados com o Prêmio Brasil Olímpico 2023:

Rebeca Andrade: “A melhor coisa que posso fazer é agradecer a todos que acreditam em nós, atletas, não só no alto rendimento, mas na base também. Precisamos de muito suporte para chegar até aqui. Estou muito feliz, é o meu terceiro troféu. Foi muito difícil de conquistar. Nosso ano foi incrível, as pessoas estão querendo fazer e acontecer cada vez mais”.

Marcus D’Almeida: “Nem acredito que isso está acontecendo. Ninguém nem conhecia e sabia o que era tiro com arco e chamava de arco e flecha. Hoje estou aqui fazendo toda a modalidade sonhar e ver que é possível. Esse título não é só meu, é de todo mundo que sonha em viver do esporte no Brasil. É um sonho para mim esse título. Eu tinha o sonho de ter esse troféu grandão em casa, chegou a minha hora”.

Flávia Saraiva: “É uma alegria muito grande poder representar toda a ginástica artística com esse prêmio. Agradeço a todos os fãs que votaram muito, fizeram campanha junto comigo. Agradeço a minha família, ao Chico (Francisco Porath, técnico da seleção brasileira) que estava votando ali no treino comigo. Esse prêmio é toda a ginástica artística brasileira e dos fãs, tenho que agradecer muito o carinho do público porque sem eles esse troféu não seria nosso”.

Alison dos Santos: “Estou muito grato por tudo que aconteceu esse ano, mas estou focado no ano que vem. Estou aqui nos Estados Unidos, focado na minha preparação para os Jogos Olímpicos 2024, para buscar aquela medalha para gente, para viver aquele momento e compartilhar com vocês tudo de novo! Ano que vem quero estar no PBO, disputando outros prêmios, comemorando com vocês. Obrigado ao COB, a todos os profissionais e ‘tamo junto’”.

Maria Eduarda Alexandre: “Não sabia nem como reagir. Fiquei nervosa, tremendo, quando subi no palco, mas muito feliz. É a primeira conquista de muitas. Esse prêmio é muito importante para eu perceber que todo trabalho duro está dando muitos resultados bons. Pretendo fazer um próximo ano muito bom, dando o meu melhor em todas as competições. Pretendo subir em muito pódios internacionais, quero estar sempre no topo. Vem muita coisa por aí ainda”.


Imagem em destaque: Flávia Saraiva, eleita a Atleta da Torcida, no Prêmio Brasil Olímpico 2023. Foto: Luíza Moraes/ divulgação COB




CONTAMOS COM VOCÊ!
Para nos mantermos e continuarmos a produzir conteúdo útil.
Você pode nos ajudar. Você pode:
> Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo pix: redemacuco@protonmail.com
> Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
> Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Um comentário sobre "Os e as atletas de 2023"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 5 =