Altas na conta de luz e medicamentos puxam inflação

Maio termina com a maior taxa, para o mês, dos últimos cinco anos. Confira outros itens que impactam no orçamento das famílias


Por Alerrandre Barros, da Agência IBGE Notícias | Do Rio de Janeiro (RJ)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), a prévia da inflação, teve alta de 0,44% em maio.

Esse é o maior resultado para um mês de maio desde 2016, quando o índice foi de 0,86%.

Entre janeiro e maio, o indicador acumula alta de 3,27% e, nos últimos 12 meses, variação de 7,27%, acima dos 6,17% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

O grupo saúde e cuidados pessoais (1,23%) acelerou na comparação com abril (0,44%), registrando o maior impacto (0,16 p.p) sobre o indicador de maio, muito por conta do reajuste de 10,08% nos medicamentos, no início do mês anterior.

Houve aumentos nos remédios antialérgicos e broncodilatadores (5,16%), dermatológicos (4,63%), anti-infecciosos e antibióticos (4,43%) e hormonais (4,22%).

Evolução da inflação medida pelo IBGE, nos últimos 12 meses

Mas foi a alta na energia elétrica (2,31%), no grupo habitação (0,79%), que contribuiu com o maior impacto individual no índice (0,10 p.p.).

Em maio, passou a vigorar a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que acrescenta R$ 4,169 na conta de luz a cada 100 quilowatts-hora consumidos, depois de quatro meses seguidos da bandeira amarela em vigor, cujo acréscimo é menor (R$ 1,343).

Além disso, houve reajustes nas contas de luz de Fortaleza (8,27%), Salvador (5,83%) e Recife (5,40%).

Outro destaque no grupo habitação foi o gás de botijão (1,45%), que subiu pelo 12º mês consecutivo, embora menor que no mês de abril (2,49%).

Os preços do IPCA-15 foram coletados entre 14 de abril e 13 de maio de 2021 e comparados com aqueles vigentes de 16 de março a 13 de abril de 2021 (base).

O indicador é medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)


Imagem em destaque: prateleira de medicamentos. Foto: Helena Pontes/Agência IBGE Notícias



GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo Pix: redemacuco@protonmail.com
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 9 =