Mausoléu em homenagem à luta das Mães de Maio

Ocorrência de assassinatos em massa em São Paulo completa 15 anos, sem respostas. Monumento será instalado em Santos.


Do Boqnews | De Santos (SP)

Há 15 anos, entre 12 e 20 de maio de 2006, uma série de assassinatos em São Paulo, em meio a uma guerra entre o Estado e o PCC, terminou com a morte de policiais e de 564  civis, além de mais de 100 feridos.

A maioria das vítimas, jovens pobres e negros, moradores da periferia.

Boa parte dos jovens – pelos menos 70 deles – residente no Grande ABC e na Baixada Santista.

A luta por explicações reuniu mães de áreas periféricas de Santos, como dos Morros, Zona Noroeste e Centro Velho (Paquetá e Vila Nova).

Elas constituíram o Movimento Mães de Maio.

O principal objetivo do grupo: saber quem cometeu os crimes contra seus filhos, com a participação efetiva de agentes do Estado.

Apesar das promessas das autoridades ao longo deste tempo, quase nada avançou nas investigações por todas as esferas do Estado.

Por sua vez, mulheres-mães não desanimam e continuam na ativa.

[A luta delas e a memória de seus filhos estarão simbolizados em mausoléu, a ser implantado em Santos. Na última semana, a Câmara de Vereadores aprovou proposição do parlamentar Chico Nogueira (PT) pela criação do monumento.

Segundo o vereador, a criação do mausoléu já vinha sendo discutida entre o Mães de Maio e o então prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB). Com a formalização da proposta pelo Legislativo, a expectativa é a de que, na atual gestão, o projeto seja de fato concretizado].

PARA ALÉM DO BRASIL

O Mães de Maio, pela sua luta, ganhou força não só no Brasil, mas em outros países da América Latina, Estados Unidos e se espalhou por outros continentes.

“Descobrimos que existem Mães de Maio espalhadas pelo mundo”, salienta a fundadora e coordenadora do movimento, Débora Silva Maria.

Ou seja, a ação, iniciada há 15 anos, sintetiza a disparidade entre brancos e negros e sua condição social – o que ocorre em escala global.

DÉBORA E O FILHO EDSON

Débora perdeu o filho Edson Rogério Silva dos Santos, que trabalhava como gari, e morreu no mesmo local onde trabalhava, no Morro da Nova Cintra, horas depois.

Para legitimar a morte, a Segurança Pública investigou se havia ficha criminal de Edson por 23 vezes, sem sucesso.

“Procuravam pelo em ovos para justificar as mortes e para a mídia, que não cobrou os Crimes de Maio à época”.

Desde o início do mês, uma série de atividades vem ocorrendo, em defesa da luta do movimento.

Por exemplo, um caderno com artigos sobre o assunto foi lançado pela Defensoria Pública do Estado, para reflexão e discussão sobre o desaparecimento forçado de pessoas.

Você pode ler o documento clicando aqui, e acessando o site da Agência Ponte.

As atividades que ocorrem até o fim do mês são:

28/05 – 18h – Audiência Pública – Câmara de Santos
Transmissão por:
https://www.facebook.com/chiconogueiravereador/

29/05- 16h – “Abolicionismo penal popular: construindo um projeto político desde
baixo” – Frente pelo desencarceramento.
Transmissão por:
https://www.youtube.com/channel/UC3CVOItgwdzJ_UHJWAxXCtw
https://web.facebook.com/desencarceramentosp

30/05- 19h – “Sarau Levante Mães de Maio – 3ª Edição. A Luta bem do Útero – Salve Mães de Maio!”
Apresentação: Bete Nagô e Débora Silva com a participação de Débora Camilo, Nenê Surreal e Luana Hansen.
Transmissão por:
https://www.facebook.com/maes.demaio/
https://www.youtube.com/channel/UCQmAo46nwMPBAM3an9kbLlA
https://www.instagram.com/movimentomaesdemaio/


Imagem em destaque: arte de Latuff, em homenagem às Mães de Maio



GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo Pix: redemacuco@protonmail.com
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 5 =