Roteiros de afroturismo destacam protagonismo negro no litoral de São Paulo

Mochilando Afroculturas, de Santos, leva o público a conhecer quilombos e outros lugares da cidade cuja história, arquitetura e aspectos mais têm legado africano


Com informações da Mochilando Afroculturas | De Santos (SP)

Um projeto de roteiros de afroturismo por pontos históricos de Santos está revelando a moradores e turistas a herança africana na cidade litorânea – legado esse geralmente apagado nas narrativas oficiais.

“Mochilando Afroculturas” é o nome da agência que promove os roteiros.

O projeto é conduzido pela  pesquisadora e guia de turismo Augusta França.

“Trata-se de uma agência de afroturismo focada no resgate histórico que mostra a contribuição da população negra ao longo dos séculos, desde a fundação da Vila de São Vicente, até a Santos dos nossos dias”, ressalta a equipe, em texto de divulgação.

A iniciativa foi lançada em 2022. Passados dois anos, cada vez mais é maior a procura pelos roteiros. Tanto que estão nos planos a inclusão de novos pontos de visitação.

ROTEIROS DE AFROTURISMO EM SANTOS

Atualmente, os roteiros desenvolvidos são os seguintes:

  • Caminhada Quilombos Históricos de Santos: a Mochilando leva os participantes a percorrerem os locais onde ficavam, no século XIX, os três quilombos da cidade. Além das narrativas sobre os quilombos, os participantes têm a oportunidade de conhecer a relação dos abolicionistas com o Teatro Guarani, de Santos, sobre a irmandade negra da Igreja do Rosário dos Homens Pretos e a situação dos negros escravizados do Casarão da Frontaria Azulejada.
  • Caminhada do Engenho: nesta, os participantes descobrem nomes de ruas e praças, cujas origens são absolutamente ignoradas pela população, mas que estão associados a fatos e/ou personalidades negras. Durante o percurso, são levados a perceber o registro deixado pela presença africana na arquitetura das casas (é uma descoberta impactante). Por fim, revisita a história da cidade de Santos no período inicial da sua formação, no século XVI, durante visita monitorada ao Monumento Nacional Ruínas do Engenho dos Erasmos.

Um terceiro roteiro já está em conclusão para contar, a partir dos próximos meses, pontualmente, como negras e negros fizeram o progresso de Santos

COMO PARTICIPAR

Os roteiros ocorrem todos os meses.

A programação da Mochilando Afroculturas pode ser acompanhada pelo perfil no instagram @mochilandoafroculturas.

Além de atender o público em geral, a agência também atende grupos fechados.

SOBRE AFROTURISMO

O termo afroturismo ainda é pouco conhecido pela maioria das pessoas, pontua a Mochilando Afroculturas. “Ele é uma variante mais específica que o antigo conceito de ‘turismo étnico’, não mais utilizado”.

Diz a agência:

“Os roteiros de Afroturismo oferecem aos participantes uma experiência imersiva na história, na cultura e nas tradições afro-brasileiras. Além de impulsionar o turismo e a economia dos lugares onde eles ocorrem, resgatam narrativas que foram escondidas pela história dita oficial, mostrando o verdadeiro e importante papel do povo negro na construção das cidades, dos estados e do país que temos hoje.”


Imagem em destaque: roteiro que passa pelo Monumento às Mães de Maio, na Zona Noroeste de Santos. Foto: divulgação Mochilando Afroculturas




CONTAMOS COM VOCÊ!
Para nos mantermos e continuarmos a produzir conteúdo útil.
Você pode nos ajudar. Você pode:
> Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo pix: redemacuco@protonmail.com
> Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
> Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Um comentário sobre "Roteiros de afroturismo destacam protagonismo negro no litoral de São Paulo"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 3 =