Espécie de cágado ameaçado de extinção é encontrada na reserva de Pacotuba

Durante pesquisa de campo, foram encontrados cinco indivíduos em área de conservação do Instituto Chico Mendes no Espírito Santo


Do ICMBio, via Agência Gov | De Cachoeiro do Itapemirim (ES)

O quelônio Ranacephala hogei, popularmente conhecido com cágado, é um quelônio semiaquático endêmico da Mata Atlântica, sendo uma das 25 espécies de água doce mais ameaçadas do mundo.

A principal causa de sua redução na natureza é o desmatamento na região da mata ciliar, florestas de vegetação nativa que ficam às margens de rios, sendo essenciais para a proteção de áreas de lagos e rios.

Recentemente, entre os dias 27 e 31 de março, uma equipe de pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios (RAN) do Instituto Chico Mendes visitou a Floresta Nacional de Pacotuba com a intenção de investigar a ocorrência da espécie na região.

Na pesquisa, a equipe instalou armadilhas aquáticas nas margens de uma das áreas do Rio Itapemirim e em outros pontos hídricos próximo da unidade.

O grupo monitorou as armadilhas durante quatro dias e os animais encontrados passaram por avaliações e devolvidos para a natureza.

FÊMEA ENCONTRADA

Durante a atividade, os pesquisadores se surpreenderam ao encontrar uma fêmea com idade de aproximadamente 40 anos que estava carregando ovos que seriam botados logo depois.

Após observação da região, os pesquisadores concluíram que a espécie está desovando na área preservada da unidade, tornando a Floresta Nacional de Pacotuba a primeira unidade de conservação federal do Brasil a ter ocorrência de desova do Ranacephala hogei.

Além dos ovos, a fêmea encontrada apresentava duas cicatrizes, uma na região da boca, narina e pescoço, provavelmente causadas por anzol.

Para evitar incidentes como esse, é fundamental que os pescadores na região estejam atentos ao praticar essa atividade, pois trata-se de um animal que corre grande risco de ser extinção.

A orientação do ICMBio é que, caso capture o cágado, é crucial remover o anzol com cuidado e devolvê-lo a natureza imediatamente.

A recém-descoberta feita pela equipe do RAN reforça a importância da conservação da Mata Atlântica e do Rio Itapemirim, local onde se encontra uma tica biodiversidade que estão ameaçados de extinção.


Imagem em destaque: fêmea de aproximadamente 40 anos de idade, que está grávida, encontrada na Floresta Nacional do Pacotuba. Foto: Aline Pereira Mota




CONTAMOS COM VOCÊ!
Para nos mantermos e continuarmos a produzir conteúdo útil.
Você pode nos ajudar. Você pode:
> Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo pix: redemacuco@protonmail.com
> Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
> Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Um comentário sobre "Espécie de cágado ameaçado de extinção é encontrada na reserva de Pacotuba"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 3 =