Com enredos prontos e ordem dos desfiles definida, escolas arrancam para 2024

Homenagens a Alcione, Fafá de Belém e Elba Ramalho; e exaltação ao povo da favela, à ancestralidade afro e indígena estão entre os temas de agremiações do Rio de Janeiro, São Paulo e Santos


 Por Wagner de Alcântara Aragão, especial para o Portal Vermelho | De São Paulo (SP)

Concursos de samba de enredo, feijoadas, shows e, principalmente, muito trabalho. É o que começa a se ver em quadras de escolas de samba em todo o Brasil.

A reta final de 2023 é de intensificação dos preparativos para o Carnaval 2024.

Nos dois maiores desfiles, o do Rio de Janeiro e o de São Paulo, e num dos mais antigos e tradicionais do país, o de Santos, os enredos das agremiações que se apresentam nos respectivos grupos especiais estão escolhidos. A ordem dos desfiles, em fevereiro, também está definida.

HOMENAGENS

No Carnaval 2024 não vão faltar homenagens a personalidades. Exaltação ao povo da favela, a comunidades indígenas e à ancestralidade africana igualmente se farão presentes, como sempre fizeram as escolas de samba.

Três cantoras das mais importantes da música popular brasileira serão homenageadas: Elba Ramalho, pela Real Mocidade Santista (Santos); Fafá de Belém, pela Império da Casa Verde (São Paulo); e Alcione, pela Mangueira (Rio de Janeiro).

No rol de homenagens, vale citar também João Cândido, o Almirante Negro, a ser reverenciado pela Paraíso do Tuiuti (Rio de Janeiro); e ainda Mario de Andrade, pela Mocidade Alegre (São Paulo).

OUTROS ENREDOS

“Meu nome é favela” é o título do enredo para 2024 de uma das escolas de samba mais antigas do Brasil, a X-9, de Santos, conhecida como “A Pioneira”. No Rio de Janeiro, duas agremiações tratarão de povos indígenas: Salgueiro (Yanomami) e Grande Rio (Tupinambá). Temática indígena estará na avenida em São Paulo na Tom Maior.

Com “Azeviche”, “ e “Um defeito de cor”, respectivamente União Imperial (Santos) e Portela (Rio de Janeiro) trazem à pauta étncias. Na Passarela do Samba Adoniran Barbosa, Dragões da Real, Independente Tricolor e Acadêmicos do Tucuruvi se encarregarão de temas afros.

Os enredos “CEP”, como costuma se referir a comunidade carnavalesca sobre desfiles que abordam geografia e história de lugares, não vão faltar. A Beija-Flor (Rio de Janeiro) falará de Maceió; a paulistana Acadêmicos do Tatuapé, de Mata de São João, na Bahia, e a santista Unidos dos Morros vai contar sobre Peruíbe.

Duas escolas optaram por se inspirar em desfiles do passado.

A Vila Isabel vai levar de novo à Passarela do Samba Darcy Ribeiro o enredo “Gbalá”, um dos destaques dos desfiles fluminenses de 1989. Já a Gaviões da Fiel prepara enredo para 2024 referenciado no icônico desfile de 1995.

Forró, hip hop, lendas portuguesas, a interpretação dos sonhos, o caju estão entre outros temas.

Confira:

RIO DE JANEIRO
No geral, as escolas estão em fase final de seleção de seus sambas de enredo. Os desfiles na Passarela do Samba Darcy Ribeiro (o sambódromo da Marquês de Sapucaí) terão as seguintes escolas no grupo especial, e seus respectivos enredos:

11 de fevereiro, domingo

Porto da Pedra | “Lunário Perpétuo: a profética do saber popular”
Beija-Flor | “Um delírio de Carnaval na Maceió de Rás Gonguila”
Salgueiro | “Hutukara” (a luta dos Yanomami)
Grande Rio | “Nosso destino é ser onça” (a criação do mundo sob a ótica dos Tupinambá)
Unidos da Tijuca | “O Conto de Fados” (lendas portuguesas)
Imperatriz Leopoldinense | “Com a sorte virada pra lua, segundo o testamento da cigana Esmeralda” (interpretação dos sonhos, a sorte, povo cigano)

12 de fevereiro, segunda-feira

Mocidade | “Pede caju que dou…pede caju que dá”
Portela | “Um defeito de cor” (romance de Ana Maria Gonçalves)
Vila Isabel | “Gbalá: uma viagem ao Templo da Criação”
Mangueira | “A Negra Voz do amanhã” (Alcione)
Paraíso do Tuiuti | “Glória ao Almirante Negro” (João Cândido)
Viradouro | “Arroboboi, Dangbé” (temática afro)

SÃO PAULO
Seleção dos sambas e até ensaios já marcam as comunidades de escolas de samba de São Paulo. Os desfiles na Passarela do Samba Adoniran Barbosa, Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo, no Anhembi, terão a seguinte ordem e seguintes enredos:

9 de fevereiro, sexta-feira

Camisa Verde e Branco |  “Adenla – o imperador nas terras do rei” (ex-jogador Adriano)
Barroca Zona Sul | “Nós nascemos e crescemos no meio de gente bamba. Por isso nós somos a Faculdade do Samba. 50 anos de Barroca Zona Sul”
Dragões da Real | “África, uma constelação de reis e rainhas”
Independente Tricolor |  “Agogie, a lâmina da liberdade!” (temática afro)
Acadêmicos do Tatuapé | “Mata de São João – uma joia da Bahia símbolo de preservação! Entre cantos e tambores. Viva a Mata de São João!”
Mancha Verde | “Do nosso solo para o mundo: o campo que preserva, o campo que produz, o campo que alimenta”
Rosas de Ouro | “Ibira 70” (Parque do Ibirapuera)

10 de fevereiro, sábado

Vai-Vai | “Capítulo 4, Versículo 3 – Da rua e do povo, o hip hop: um manifesto paulistano”
Tom Maior | “Aysú: uma história de amor” (temática indígena)
Mocidade Alegre | “Brasiléia Desvairada: a busca de Mário de Andrade por um país”
Gaviões da Fiel | “Vou te levar para o infinito”
Águia de Ouro | “Águia de Ouro nas ondas do rádio”
Império de Casa Verde | “Fafá, a Cabocla Mística em rituais da floresta” (Fafá de Belém)
Acadêmicos do Tucuruvi | “Ifá” (filosofia africana)

SANTOS
Com show de Zeca Pagodinho, foi dada largada oficialmente, em 16 de setembro, nos preparativos para os desfiles da escolas de samba de Santos, para 2024. Na cidade, para viabilizar intercâmbio com São Paulo e Rio de Janeiro, os desfiles ocorrem uma semana antes do Carnaval. Confira a ordem e enredos do grupo especial:

2 de fevereiro, sexta-feira

Unidos da Zona Noroeste | “Com fé em São Cristóvão e nas rodas de meu caminhão, hoje o Galo transporta o futuro da nação”
União Imperial |  “Azeviche – ascensão da áurea cor” (tema afro)
X-9 | “Meu nome é favela !”
Real Mocidade Santista | “Oxente, Real Mocidade Santista! Elba, sua história se faz história – ‘Ai Que Saudade D’Ocê’”

3 de fevereiro, sábado

Independência | “Festança no Mangangá – em uma noite de folia, é o forró que contagia!”
Unidos dos Morros |
Amazonense | “Um dia pra lá de arretado” (temática nordestina)
Sangue Jovem | “A esperança na fé que move montanhas… Sangue Jovem vai na fé!”
Brasil |  “A Brasil trás os grandes impérios nas garras do tigre paulistano”


Imagem em destaque: Zeca Pagodinho no show de lançamento do Carnaval 2024 em Santos, em 16 de setembro último. Foto: divulgação Prefeitura de Santos




CONTAMOS COM VOCÊ!
Para nos mantermos e continuarmos a produzir conteúdo útil.
Você pode nos ajudar. Você pode:
> Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo pix: redemacuco@protonmail.com
> Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
> Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Um comentário sobre "Com enredos prontos e ordem dos desfiles definida, escolas arrancam para 2024"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 9 =