Os dez anos da Universidade Federal Fronteira Sul, fruto de muita luta popular

Instituição, com campi em Chapecó, Erechim, Cerro Largo, Passo Fundo, Laranjeiras do Sul e Realeza, leva ensino, pesquisa e extensão a uma região que reúne 400 municípios.


Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Curitiba (PR)

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) completou 10 anos no dia 15 de setembro último.

Uma série de ações estão sendo desenvolvidas para celebrar esse primeiro decênio de existência.

Não à toa. A UFFS é fruto da convergência da luta do povo com a decisão político-administrativa de um governo popular.

A UFFS tem sede em Chapecó (SC), e além desse, conta com outros cinco campi: Cerro Largo, Erechim e Passo Fundo, os três no Rio Grande do Sul; Laranjeiras do Sul e Realeza, ambos no sudoeste do Paraná.

Mas a área de abrangência de sua atuação – no ensino, pesquisa e extensão – vai além. Abarca todos os três sulinos, e ainda os países vizinhos, principalmente Argentina e Paraguai. São pelo menos 400 municípios atendidos.

Há muito tempo que as comunidades nesses municípios e entorno reivindicavam uma universidade pública.

Essa luta, reunindo movimentos sociais, associações e entidades populares locais, se intensificou a partir de 2005.

Àquela época, havia um programa de expansão da rede federal de ensino superior, construído pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva. A comunidade da Fronteira Sul percebeu que o momento de conquistar a tão sonha universidade era aquele.

A mobilização foi exitosa. Em 16 de julho de 2008, a Presidência da República mandou ao Congresso Nacional o projeto de lei que criava a UFFS. Depois de mais de um ano de tramitação, o projeto foi aprovado e a lei foi sancionada por Lula em 15 de setembro de 2009.

“É difícil mensurar o que a educação pública de nível superior representa para cada pessoa atendida pela instituição nesses dez anos. É questionável falarmos em ‘impacto’ quando estamos nos referindo a algo tão singular como a educação. Alguns números, no entanto, sinalizam o que a UFFS já fez”, sublinha texto da Assessoria de Comunicação do Campus Erechim da UFFS.

Só o Campus Erechim, por exemplo, tem 1.673 acadêmicos em nove cursos de Graduação: Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Sociais, Engenharia Ambiental e Sanitária, Filosofia, Geografia, História, Interdisciplinar em Educação do Campo e Pedagogia.

“Mais de 88% desses estudantes são oriundos de escolas públicas – e aí está, talvez, um dado revelador do que a UFFS representa”, frisa a instituição, que ilustra:

“Acadêmica do curso de Licenciatura em Pedagogia, Érica Toledo é parte desse recorte. Natural de Estação-RS, ela estudou em uma escola pública. Chegou a entrar em uma universidade particular e, por isso, sabe bem o que é ter que pagar para ter um nível de formação a mais. Diz ela:

Érika, que faz pedagogia. Foto: Wagner Lenhardt/Ascom UFFS

‘Eu tinha uma dificuldade muito grande em ter que pagar para estudar, pagar mensalidades. Quando surgiu a oportunidade de fazer o Enem e me inscrever depois no Sisu, eu fui com a cara e o coração. Não dá pra explicar o que é ter a UFFS praticamente ao lado da minha casa. Sempre imaginei as Universidades Federais como algo inatingível, que demandaria a mudança para outra cidade, provavelmente uma capital, fazendo toda uma revolução na minha vida pra conseguir me manter depois. Hoje eu consigo estudar e trabalhar e continuo morando em Estação. Venho e volto para a UFFS todos os dias. Eu torço para que o número de estudantes de escolas públicas na UFFS cresça cada vez mais. Vendo a qualidade do ensino que tem aqui, espero que mais pessoas tenham a oportunidade que eu tenho hoje’.”


Imagem em destaque: campus sede da UFFS, em Chapecó. Reprodução de quadro de vídeo


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 8 =