O mundo da economia solidária se encontra no Rio Grande do Sul

É a terceira edição da feira internacional, que vai de 12 a 15 de julho, em Santa Maria. Atividades artísticas e culturais e acesso a produtos feitos de forma ética compõem o evento

Do Projeto Esperança | De Santa Maria

A cidade gaúcha de Santa Maria recebe desta quinta, 12 de julho, a domingo,dia 15, a 3ª Feira Mundial de Economia Solidária, a qual faz parte da 25ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e 3º Fórum Mundial de Economia Solidária. Cerca de 300 mil pessoas são esperadas para os quatro dias de evento, que tem entrada gratuita.

São visitantes vindos de todos os estados brasileiros (mais de 500 municípios) e de pelo menos 20 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, China, Colômbia, Costa do Marfim, Cuba, Equador, Espanha, Hungria, Itália, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, Portugal, Senegal e Uruguai).

Nao à toa tanta gente interessada. O evento conta com dezenas de atividades artisticas e culturais; debates e seminarios tecnicos; e ainda oferece o acesso a produtos de cooperativas, povos e comunidades originárias e movimentos sociais.

Serão expostos na Feira cerca de 10 mil produtos, entre agroindústria familiar, artesanato, alimentação, hortifrutigranjeiros, plantas ornamentais, serviços e produtos de povos indígenas. Alimentos saudáveis da reforma agraria, por exemplo, poderao ser adquiridos em espaço do MST.

COMÉRCIO ÉTICO

Durante a Feicoop ocorrem práticas do comércio justo e consumo ético e solidário, trocas solidárias com moeda social e muitas atividades de formação e interação. Na Feira não há consumo de cigarros e a água não é comercializada durante o evento. A economia solidária entende que a água é um bem universal e um patrimônio da humanidade.

Refrigerantes também não são vendidos. Os produtos oferecidos na Feira são de procedência ecológica. A organização do evento trabalha com a teoria e a prática, articulando campo, cidade e as diferentes culturas e etnias.

A área total da Feicoop é superior a 20 mil m², incluindo os pavilhões do Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, parte do Parque da Medianeira e o Colégio Irmão José Otão.

A Feicoop é organizada pelo Projeto Esperança/Cooesperança (da Arquidiocese de Santa Maria) e Prefeitura Municipal de Santa Maria, com apoio de Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Cáritas Brasileiras, entre outras instituições. No vídeo acima, a coordenadora do Projeto Esperança, Irmã Lourdes Dill, conta detalhes da Feicoop e feiras correlatas.

RESUMO DAS PRINCIPAIS INFORMAÇÕES

  • Telefones para contato sobre a Feira
    Fale diretamente com o Projeto Esperança/Cooesperança, pelos fones: (55) 3219-4599 e (55) 3223-0219.
  • Horários de visitação
    Quinta-feira (12) – Chegada das caravanas (não haverá comercialização neste dia)
    Sexta-feira (13) – das 7h30min às 20h
    Sábado (14) – 7h às 20h
    Domingo (15) – 7h30min 8h às 18h
  • Abertura Oficial
    Sexta-feira (13), às 16h, no Palco da Feira (Parque da Medianeira)
  • Clique aqui para conferir a programação da Feicoop e feiras integradas

Imagem em destaque: a Feira de Economia Solidária em 2017. Foto: Divulgação Projeto Esperança


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp ou telegram: 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 6 =