Cordel volta a ter salvaguarda e edital para obras

Estes foram alguns dos anúncios feitos no I Congresso Brasileiro de Literatura de Cordel, ocorrido em novembro, na Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro; confira relato do cordelista Geraldo Oliveira Aragão


Com informações do Iphan e da Fundação Casa de Rui Barbosa | Do Rio de Janeiro (RJ)

O Plano de Salvaguarda do Cordel e o Edital da Literatura de Cordel do Ministério da Cultura serão retomados em 2024.

O anúncio foi feito durante o I Congresso Brasileiro de Literatura de Cordel, realizado entre os dias 21 e 23 de novembro, na Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro (RJ). A Casa de Rui Barbosa é um órgão público federal ligado ao Ministério da Cultura.

Sobre o edital (será o segundo da história), o valor a ser investido no fomento a obras de literatura de cordel deve girar em torno de R$ 3 milhões, conforme antecipou o secretário de Formação, Livro e Leitura do Ministério da Cultura, Fabiano Piúba.

SALVAGUARDA

Quanto às ações de salvaguarda, elas foram inclusive tema da mesa de abertura do evento. Um plano na área será elaborado pelo  Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

“O Iphan está comprometido com a elaboração do plano de salvaguarda da literatura de cordel. São cordelistas, parceiros e técnicos do Iphan de 11 estados, mais o Distrito Federal, envolvidos na construção coletiva e colaborativa do plano”, afirmou o coordenador de apoio à promoção e à sustentabilidade do Iphan, Rafael Klein.

O gestor público disse ainda que o plano terá abrangência nacional, “ou seja, será um documento de referência para o cordel em todo o Brasil. Nossa expectativa é dar sequência a este processo de elaboração e efetivar a sua publicação em 2024”.

O I Congresso Brasileiro de Literatura de Cordel é uma realização da Fundação Casa de Rui Barbosa em associação com a Secretaria de Formação Cultural, Livro e Leitura (Sefli) e a Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural (SCDC) do Ministério da Cultura.

A programação contou com aulas espetáculo, conferências, shows, lançamento de livro, feira e exposição, com o objetivo de divulgar, proteger e promover esta expressão literária brasileira, poetas e repentistas.

O encontro de cordelistas.

O cordelista Geraldo Oliveira Aragão, colaborador desta Rede Macuco, nos mandou um relato sobre o evento:

– Produzimos a “Carta do Rio” no I Congresso Brasileiro de Literatura de Cordel, tendo sua culminância no Centro de Tradições Nordestinas Luiz Gonzaga (Feira de São Cristóvão). A carta foi desenvolvida de maneira magistral pelo poeta e acadêmico da ABLC [Academia Brasileira de Literatura de Cordel], Crispiniano Neto. Segundo constará no YouTube da Casa de Rui Barbosa (FCRB). muitas reivindicações plausíveis, incluindo todos os segmentos ativos do cordel e correlatos. Ouvir palestra de Bráulio Tavares é sempre um ganho, e foi isso que ocorreu.


Imagem em destaque: abertura do I Congresso Brasileiro de Literatura de Cordel. Foto: Isabela Ramos/ Ministério da Cultura




GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo pix: redemacuco@protonmail.com
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

2 comentários sobre "Cordel volta a ter salvaguarda e edital para obras"

  1. Boa repercussão, o que é muito justo qualquer publicidade a prol da Literatura de Cordel. Rede Macuco de parabéns pela iniciativa da publicação.
    Onde se lê “Associação” Brasileira de Literatura de Cordel, leia-se Academia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 1 =