Livro gratuito resgata a experiência do sistema de trólebus de Ribeirão Preto

Cidade teve modelo exemplar de gestão e operação, com veículos modernos e confortáveis. Privatização pôs fim ao modal


Do Trólebus Brasileiros | De Mirassol (SP)

Por quase 20 anos, entre o início da década de 1980 e o final da década de 1990, Ribeirão Preto, interior de São Paulo, contou com um dos mais modernos e bem estruturados sistemas de trólebus do Brasil.

Essa história foi resgatada pelo site Trólebus Brasileiros, que lançou agora em dezembro um livro em formato e-book, gratuito, trazendo detalhes dessa experiência.

“Ribeirão Preto – a história dos trólebus” reúne fotos, depoimentos, especificações técnicas e reprodução de reportagens que traduzem a importância dessa empreitada ribeirão pretana.

O município foi um dos escolhidos pelo Ministério dos Transportes e pela Empresa Brasileira de Transportes Urbanos (EBTU, estatal federal) para a implementação de um programa piloto.

Para tanto, a Prefeitura cria em 1980 a Transerp – Empresa de Transporte Urbano de Ribeirão Preto S/A. Ela nasce para gerenciar e operar as linhas de trólebus.

Confira outros marcos dessa trajetória:

– Em 1982, é implantada a primeira linha de trólebus de Ribeirão Preto
– A segunda linha entra em operação em 1983
– Em 1988 eram três linhas em operação, com um total de 35,6 km de extensão
– Entre 1988 e 1994, mais duas linhas são criadas
– Em 1995, mais outras duas linhas, perfazendo um total de sete, e 58 km de extensão
– Em 1999, com a privatização da Transerp, o sistema de trólebus é desativado

Nos anos 1980, a tarifa chegou a ser 20% mais barata que a das linhas de ônibus a diesel.

A frota chegou a ser composta por 22 ônibus elétricos.

Ônibus modernos e confortáveis compunham a frota. Foto: divulgação Trólebus Brasileiros

 

Sistema atendia principais regiões da cidade. Foto: divulgação Trólebus Brasileiros

“O modelo de trólebus escolhido para Ribeirão Preto”, informa o livro, “possuía chassi Scania, carroceria Caio (modelo Amélia) e e motorização elétrica Villares – tecnologia extremamente avançada para a época, de fabricação 100% nacional”.

O texto continua: “Os veículos pertenciam à segunda geração de trólebus brasileiros, marcada pelo avanço no sistema de controle de tração elétrica (utilização do chopper), ventilação forçada no salão de passageiros, suspensão a ar, piso mais baixo e direção hidráulica, incorporando a mais avançada tecnologia da época”.

Para ler o livro, clique aqui.


Imagem em destaque: embarque em trólebus em terminal de Ribeirão Preto. Reprodução do livro “Ribeirão Preto – a história dos trólebus”




GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo pix: redemacuco@protonmail.com
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

2 comentários sobre "Livro gratuito resgata a experiência do sistema de trólebus de Ribeirão Preto"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 5 =