O salto nas tarifas de trens urbanos em seis capitais

Depois de Porto Alegre, reajustes em Belo Horizonte, Recife, Natal, João Pessoa e Maceió serão aplicados. Há mais de dez anos passagens estavam congeladas

Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Curitiba (PR)

Os sistemas metropolitanos de transporte ferroviário operados pelo governo federal terão tarifas reajustadas em, dependendo do caso, até 100% nas próximas semanas.

Depois de Porto Alegre, cujos trens urbanos são de responsabilidade da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S/A (Trensurb), haverá reajustes nos sistemas ferroviários da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) – são eles os de Belo Horizonte, Recife, Natal, João Pessoa e Maceió.

Nesta terça-feira, dia 23, a CBTU comunicou que conseguiu reverter no Tribunal Regional Federal – 1ª Região (TRF1), em Brasília, decisão anterior que impedia os aumentos.

  • SISTEMAS METROPOLITANOS DE TRANSPORTE FERROVIÁRIO | REAJUSTES
    • Porto Alegre. Trensurb. De R$ 3,00 para R$ 4,20. Desde 13/03/2019
    • Belo Horizonte. CBTU. De R$ 1,80 para R$ 3,40. Data a definir
    • Recife. CBTU. De R$ 1,60 para R$ 3,00. Data a definir
    • Maceió. CBTU. De R$ 1,00 para R$ 2,00. Data a definir
    • João Pessoa. CBTU. De R$ 0,50 para R$ 1,00. Data a definir
    • Natal. CBTU. De R$ 0,50 para R$ 1,00. Data a definir

Segundo a empresa pública federal, há 15 anos não eram aplicados reajustes nos sistemas metropolitanos das capitais de Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte; na capital mineira, as tarifas estavam congeladas há 13 anos, e há seis na capital pernambucana. Houve uma tentativa de aumento em novembro último, porém suspenso por decisão da juíza Maria Edna Fagundes Veloso, da 15ª Vara Federal.

Na capital gaúcha, o sistema da Trensurb subiu a passagem em 13 de março último, para R$ 4,20. Em janeiro de 2018, a tarifa tinha subido de R$ 1,70 para R$ 3,30, após dez anos com o mesmo valor.

Tanto os sistemas da Trensurb como os da CBTU receberam consideráveis investimentos, depois que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva transferiu em 2003, para o Ministério das Cidades, a vinculação das duas companhias federais.

Houve ampliação e modernização da frota – como a incorporação de Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) em linhas da CBTU – e a adoção de política tarifária que beneficiou a população de baixa renda.

Imagem em destaque: sistema de VLT em João Pessoa. Divulgação CBTU



GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 6 =