Venda de refinarias da Petrobrás vai encarecer de transporte a comida

Desestatização proposta repete o erro que foi feito com a energia elétrica, quando tivemos apagão e uma das contas de luz mais caras do planeta

Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Curitiba (PR)

Sem muito alarde, mas com o apoio da grande mídia que não apresenta o outro lado da moeda, o governo de Jair Bolsonaro está desmontando a Petrobrás. E isso vai custar caro para o bolso de cada brasileiro e para o desenvolvimento do Brasil.

O mais recente passo nesse sentido começou a ser dado na última semana, quando, no dia 26 de abril, o Conselho de Administração da companhia aprovou a venda de oito das 13 refinarias de petróleo da empresa.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) protestou e protocolou ação no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, apontando uma série de irregularidades na decisão e no processo de tomada dessa decisão pela administração da Petrobrás.

Além dos aspectos legais, os prejuízos que a venda das refinarias vai representar são também questionados pela FUP e por especialistas no assunto.

Na avaliação do analista Gilberto Cervinski, que integra a coordenação nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e é mestre em energia pela Universidade Federal do ABC (UFABC), a população sentirá o efeito da política adotada na Petrobras em áreas como alimentação e transporte.

É o que ele afirma a Jaqueline Deister, em matéria na Rede Brasil Atual:

“A consequência da privatização das refinarias é um aumento nos preços [dos combustíveis] e tarifas nos serviços públicos. [Isso] tem uma explosão no preço da gasolina, isso significa que o transporte público da população fica mais caro. [Tem] uma explosão no preço dos alimentos. É [um aumento de preços] em todas as áreas.”

E por que o preço do combustível aumenta e, num efeito cascata, o preço do transporte e todos os produtos?

Porque sem o controle das refinarias o país fica à mercê da lógica de mercado das empresas privadas, que priorizam os lucros de seus acionistas, não os efeitos para o povo.

O MESMO QUE OCORREU COM A ENERGIA

O mestre em energia observa que o modelo de desestatização aplicado pelo atual governo na Petrobrás é muito parecido com o que ocorreu no setor elétrico brasileiro na década de 1990, na gestão de Fernando Henrique Cardoso.

Na ocasião, o sistema elétrico nacional foi dividido em diferentes áreas de negócio: geração, transmissão e distribuição. A privatização fatiada desintegrou o sistema.

Consequência: falta de investimentos completos, o apagão de 2001 e um encarecimento na conta de luz que dura até hoje. Por outro lado, as empresas que compraram as estatais do setor prestam serviço ruim, mas seguem faturando muito bem, obrigado.

Isso sem contar que a entrega de setores estratégicos como energia e petróleo representa um atentado à soberania nacional, salienta o analista.

As refinarias que a Petrobrás anunciou que vai vender são:

  • Refinaria Landulpho Alves, em São Francisco do Conde, na Bahia. Inaugurada em 1950;
  • Refinaria Isaac Sabbá, em Manaus, no Amazonas. Inaugurada em 1956;
  • Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor), em Fortaleza, no Ceará. Inaugurada em 1966;
  • Refinaria Alberto Pasqualini, em Canoas, no Rio Grande do Sul.Inaugurada em 1968;
  • Refinaria Gabriel Passos, em Betim, Minas Gerais. Inaugurada em 1968;
  • Unidade de Industrialização do Xisto, em São Mateus do Sul, no Paraná. Inaugurada em 1972;
  • Refinaria Presidente Getúlio Vargas, em Araucária, no Paraná. Inaugurada em 1977;
  • Refinaria Abreu e Lima, em Ipojuca, Pernambuco. Inaugurada em 2014.

Para saber mais:

Imagem em destaque: Tanques da Refinaria Isaac Sabbá. Foto: Juarez Cavalcanti/ Banco de Imagens Petrobrás



GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 4 =