Uma aliança pela concertação. Para consertar

Segundo turno terá um candidato que defende tortura, ditadura. De outro lado, só uma ampla aliança abrangendo todos os espectros salva o Brasil do fascismo

Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Santos (SP)

No próximo dia 28, os 147 milhões de eleitores brasileiros voltam às urnas para eleger o presidente da República.

Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT, disputam o segundo turno do processo eleitoral mais conturbado desde a redemocratização, consolidada 30 anos atrás com a Constituição de 1988.

Bolsonaro, como é sabido, defende tortura, ditadura; esculacha negros, índios; considera quilombola e trabalhador rural sem terra e sem teto como vagabundos, preguiçosos; ganhou projeção nacional com falas machistas e homofóbicas, e antipetistas.

Nem todos os eleitores de Bolsonaro são Bolsonaro.

Ao contrário, apenas uma minoria dos brasileiros e brasileiras pensa e age como ele.

Os 46% de votos válidos conquistados pelo capitão aposentado do Exército decorrem da desinformação, do medo, do ódio, da mistura entre religião e política – às vezes tudo isso junto, às vezes um pouco de cada um desses ingredientes presentes.

São esses brasileiros e brasileiras, com senso de humanidade e solidariedade, que devem ser alertados sobre o risco à democracia, ao processo civilizatório, que a vitória de um tipo como Bolsonaro representa.

Para isso, o outro candidato, Fernando Haddad, seu partido e sua coligação, terão o desafio de montar uma aliança de concertação.

Uma frente de concertação para consertar.

Uma frente que reúna partidos, lideranças, intelectuais, artistas, segmentos da sociedade dos mais variados espectros, que deixem, por um momento, suas divergências – por maiores que sejam – em nome de uma convergência muito mais significativa: a conservação dos princípios democráticos.

A luta contra a barbárie, é o que significa esse segundo turno.

Imagem: arte de Carlos Lattuf, do Brasil de Fato


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp ou telegram: 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 7 =