A luta de Ana Maria e outras mulheres contra a ditadura

Livro ‘Torre das Guerreiras e Outras Memórias’ resgata trajetórias de resistência; evento cultural neste sábado, dia 11, marca o lançamento


Com informações do Fórum da Cidadania de Santos | De Santos (SP)

A professora Ana Maria Ramos Estevão é uma das mulheres que foram perseguidas e torturadas pela ditadura.

Ela ficou detida no presído que ficou conhecido como Torre das Donzelas. Foi lá, também, que esteve presa a ex-presidente Dilma Rousseff.

Meio século depois daquele terror, Ana Maria Ramos Estevão narra sua história, e de companheiras de luta também, no livro ‘Torre das Guerreiras e Outras Memórias’.

LANÇAMENTO EM SANTOS

A obra terá lançamento oficial em programação de atividades culturais neste sábado, dia 11, na Estação da Cidadania, em Santos.

A entrada é livre e gratuita.

Pede-se apenas inscrição prévia, para se evitar superlotação, como medida de prevenção contra a covid-19.

O link para inscrição é <https://forms.gle/q47XHvwqFhzMJ7EJA>.

Também se solicita o uso de máscara.

Alagoana de Maceió, nascida em 1948, ainda criança (em 1953) com a família Ana Maria se mudou para a capital paulista.

Na cidade, desde os tempos de estudante construiu sua trajetória de luta contra a ditadura militar empresarial instaurada com o golpe de 1964.

Ela participou, por exemplo, do movimento estudantil, como presidente do Centro Acadêmico de Serviço Social, e da organização Ação Libertadora Nacional (ALN).

Nesse combate em defesa da democracia, Ana Maria conheceu personagens abordados no livro – além de Dilma Rousseff, nomes como o de educador Paulo Freire.

Atualmente, ela e professora do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em Santos, no Campus Baixada Santista.

O evento cultural de lançamento do livro de Ana Maria é organizado pelo Fórum da Cidadania de Santos em parceria com a Associação de Saúde Socioambiental (Assa), o Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Saúde Socioambiental (Nepssa) da Unifesp, e a Associação de Combate aos Poluentes (ACPO).


Imagem em destaque: frame do vídeo ‘Ana Maria Ramos Estevão – Responsabilidade pelas vítimas da Ditadura Civil-Militar’, do Memorial de Resistência SP




GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo Pix: redemacuco@protonmail.com
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 3 =