A escuta no combate à evasão escolar

Ação do Unicef, atualmente em comunidades quilombolas no Maranhão, envolve crianças, adolescentes e jovens, e professores e gestores


Da ONU Brasil | De Bacabal (MA)

Em seu terceiro ciclo de oficinas, a estratégia Trajetórias de Sucesso Escolar (TSE) Quilombola, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), esteve em Bacabal, no Maranhão.

A partir da esculta de crianças, adolescentes e jovens em escolas da rede pública de ensino, a ação do Unicef traça um diagnóstico da educação e outros direitos em comunidades quilombolas.

É o que explica o especialista em Educação e Proteção do Unicef no Maranhão, Ângelo Damas.

“A iniciativa Trajetórias de Sucesso Escolar Quilombola implica um diálogo direto com estudantes, professores, gestores, família, e líderes dos movimentos quilombolas para que eles informem aos gestores de educação no Maranhão qual é a educação que eles querem e que faz sentido para seus projetos de vida.”

DIREITOS

Com esse diagnóstico, continua o especialista, “avançamos um passo a mais para garantir direitos de crianças e adolescentes quilombolas na educação e nas demais políticas públicas”.

A oficina em Bacabal ocorreu nos dias 25 e 26 de maio. As outras duas, também no Maranhão, foram realizadas nos municípios de Itapecuru-Mirim e Pinheiro.

Mais de 250 pessoas já participaram do ciclo de oficinas.

IDENTIDADE

No evento em Bacabal, a aluna do primeiro ano do ensino médio do quilombo de Piratininga, Raquel Nascimento, defendeu que as discussões sobre a educação quilombola foram fundamentais para reconhecer sua identidade.

“Foi muito importante discutir sobre esses assuntos, pois foi quando cheguei à escola que comecei a me ver como quilombola.”

O Trajetórias de Sucesso Escolar é parte da campanha ‘Fora da Escola Não Pode’.

Essa estratégia considera que a complexidade do problema do fracasso escolar e da distorção idade-série e abandono exige ações integradas em três níveis de gestão: das redes, da escola e da sala de aula.

Nessa iniciativa, existem quatro etapas do processo de criação de uma proposta que atenda esses sujeitos (crianças e adolescentes em distorção idade-série). Apesar de descritas individualmente, essas etapas são complementares e interligadas, como também são interdependentes da atuação de todos os segmentos.

ETAPAS

A etapa inicial é o diagnóstico, um processo que busca visualizar e compreender a situação da rede em relação à distorção idade-série.

Em seguida, vem o planejamento, cujo foco é organizar as ações que serão implementadas e a adesão, etapa de convencimento em que os atores do processo são sensibilizados e mobilizados para a efetivação da proposta.

Por fim tem-se o desenvolvimento, etapa em que se finaliza a elaboração e se implementam as propostas.

Além das taxas de distorção e índices de abandono e reprovação, o site Trajetórias de Sucesso Escolar traz dados a partir de recortes por gênero, raça e localidade que mostram as relações entre o atraso escolar e as desigualdades brasileiras.

Imagem em destaque: Trajetórias de Sucesso Escolar é parte da campanha ‘Fora da Escola Não Pode’. Foto: Governo do Maranhão




GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo Pix: redemacuco@protonmail.com
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 8 =