Família e escola têm papéis diferentes: uma não substitui a outra, alertam especialistas

Projeto de ensino domiciliar que agora vai para o Senado é considerado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência  como desastroso. Confira os motivos


Da Rede Brasil Atual | De São Paulo (SP)

Família e escola têm papéis diferentes e uma não exclui a outra.

É o que ressaltam professores, educadores, pesquisadores e cientistas que se posicionam contra o ensino domiciliar, o chamado ‘homeschooling’.

Um projeto de lei desobrigando mães, pais e responsáveis de colocarem as crianças na escola para estudarem apenas em casa foi aprovado pela Câmara dos Deputados. O projeto, agora, vai tramitar no Senado.

A professora Marta Feijó Barroso, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e coordenadora do Comissão de Educação Básica da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), explica que cada elo – família e escola – tem sua própria função no processo de ensino das crianças.

“A escola tem seu papel: desenvolvimento de aprendizagens de saberes, de procedimentos, de atitudes. A família não consegue, no mundo atual, substituí-la”, afirma.

AMBIENTE ESCOLAR

A docente acrescenta que o direito a um processo educacional que conduza o indivíduo a uma vida plena passa pelo ambiente escolar.

Fora desse ambiente, adverte a cientista, fica comprometida a compreensão de que uma das características do processo educativo é a socialização.

“Ou seja, a construção de uma maneira de viver em sociedade e lidar com seus conflitos e com suas dificuldades”, diz a professora em entrevista ao Jornal da Ciência.

CARTA AO CONGRESSO

A SBPC enviou uma carta ao Congresso assinada por mais de 50 entidades.

O presidente da Sociedade, Renato Janine Ribeiro, também assinala a socialização que só a escola é capaz de propiciar às crianças.

“Educar não é simplesmente abarrotar a cabeça de uma pessoa com conteúdos”, sublinha. “Educar é ensinar uma pessoa a sair de casa, a se relacionar com quem não é do seu mundo restrito e pequeno”.

Na escola, continua Ribeiro, a criança aprende a conviver e a lidar com adultos que não seus pais, o que é importante para a formação pessoal. “E também a lidar com crianças que não são suas irmãs, que são os colegas de classe”, argumenta o especialista.

CONVÍVIO

Os avanços da tecnologia e a habitualidade com os meios digitais são utilizados como justificativa para a aprovação do ensino domiciliar. Contudo, a pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) Roseli de Deus Lopes ressalta que nada substitui o convívio no ambiente escolar.

“As tecnologias são necessárias, mas não substituem as atividades presenciais e todas as ações de atenção que são necessárias, principalmente com crianças menores”, pontua a pesquisadora.

Outro ponto que o ensino domiciliar pode acarretar é o aumento das desigualdades, com a discriminação dos mais pobres, além do avanço do negacionismo, ao retirar o protagonismo da ciência da educação.

O projeto descriminaliza famílias que não matriculam seus filhos na escola. Entre os mais pobres, isso pode significar uma evasão escolar sem precedentes.

NO SENADO

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), avalia que o tema precisa de amplo debate e não deve tratar a matéria como urgente.

O projeto ainda precisa ser apreciado pela Comissão de Educação da Casa, presidida pelo senador Marcelo Castro (MDB-PI), antes de ir a plenário. Mas a ciência classifica a matéria como desastrosa.


Imagem em destaque: parlamentares de oposição ao atual governo, defensor do ‘homeschooling’, protestam no plenário da Câmara dos Deputados. Foto: Agência Câmara




GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco). Ou pelo Pix: redemacuco@protonmail.com
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 7 =