Documentários e curtas na Mostra de Cinemas Africanos 2021

De 12 a 22 de março, exibições online, gratuitas. Confira programação e link para assistir. Ênfase à produção cinematográfica contemporânea


Do site da Mostra de Cinemas Africanos | De Cachoeira (BA)

Entre os dias 12 e 22 de março de 2021 ocorre a edição especial da Mostra de Cinemas Africanos junto ao Cineclube Mário Gusmão, projeto de extensão da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em Cachoeira.

Composta por filmes africanos contemporâneos, muitos inéditos no Brasil, a programação inclui a exibição de sete documentários em longa-metragem e 14 curtas de ficção, todos legendados em português e disponíveis apenas em território brasileiro.

A exibição dos filmes será de forma online e gratuita, em parceria com a Spcine Play, única plataforma pública de streaming do Brasil.

O foco desta edição especial está nos documentários africanos contemporâneos, gênero/formato dos sete longas-metragens que compõem a programação.

Com curadoria de Ana Camila Esteves e Beatriz Leal Riesco, a ideia foi trazer para o Brasil filmes que giram em torno da ideia de ativismos africanos, traçando um breve panorama das formas contemporâneas de luta e resistência em diversos territórios do continente.

LUTAS COTIDIANAS

Tanto no âmbito macro como no micro, as narrativas apresentadas oferecem ao público brasileiro um repertório atual sobre exercícios diários de lutas cotidianas, que vão desde enfrentamentos corpo a corpo na rua até investigações íntimas sobre o passado e a relação com diferentes gerações de uma família.

Cada documentário fica disponível por 72h na plataforma da Spcine Play a partir da data de sua estreia e há limites de visualizações específicos para cada filme.

CURTAS-METRAGENS

A ficção aparece nos três programas de curtas-metragens, cuja curadoria é assinada por Jamile Cazumbá, Ema Ribeiro e Álex Antônio, integrantes do Cineclube Mário Gusmão.

O primeiro programa de curtas, intitulado “Memória: performatividades entre-tempos”, reúne cinco filmes que exploram linguagens experimentais em torno de nuances da memória.

O segundo, “Vivências do novo e perspectivas do agora”, explora a diversidade de experiências das infâncias e juventudes africanas contemporâneas.

Já o terceiro, “Corpo-território: transversalizando os espaços”, apresenta narrativas que colocam em disputa diferentes noções de territorialidades quando falamos de África.

Serão exibidos 14 curtas-metragens organizados em três programas que ficam disponíveis até o final da Mostra de Cinemas Africanos, sem limite de visualizações. Cada programa estará disponível na plataforma da Spcine Play às 19h do seu dia de estreia.

————————————————

CONFIRA PROGRAMAÇÃO

  • 12/03 (sexta): Pare de nos filmar (República Democrática do Congo, 2020) – 600 views
  • 13/03 (sábado): Programa de curtas 1: Memória: performatividades entre-tempos. Filmes: Um cemitério de pombos (Nigéria), Invisíveis (Namíbia), A Lutadora de Boxe (Senegal), Treino Periférico (Guiné Bissau), Bablinga (Burkina Faso)  – sem limite de views
  • 14/03 (domingo): Softie (Quênia, 2020) – 600 views
  • 15/03 (segunda)  Programa de curtas 2: Vivências do novo e perspectivas do agora. Filmes: Encrenqueiro (Nigéria), Perdendo  Minha Fé (Nigéria), Tab (África do Sul), Cabelo com Balanço (África do Sul), Boa Noite (Gana) – sem limite de views
  • 16/03 (terça): Um Lugar sob o Sol (Marrocos, 2019) – 600 views
  • 17/03 (quarta): Programa de curtas 3: Corpo-território: transversalizando os espaços. Filmes: Ethereality (Ruanda), Ward e a Festa da Henna (Egito), O Azul Branco Vermelho do meu Cabelo (França), Gagarine (França) – sem limite de views
  • 19/03 (sexta): Sakawa (Gana, 2018) – 500 views
  • 20/03 (sábado): Descobrindo Sally (Etiópia, 2020) – 500 views
  • 21/03 (domingo): Vamos Conversar (Egito, 2019) – 400 views
  • 22/03 (segunda): Me Chamo Samuel (Quênia, 2020) – 600 views

———————————————–

No site da Mostra de Cinemas Africanos, você confere a sinopse de cada um dos filmes.

Clique aqui para acessar o site.


Imagem em destaque: cenas de filmes da Mostra de Cinemas Africanos


GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 6 =