Não dá mais para esperar: auxílio emergencial precisa voltar já

Campanha lançada nesta terça, dia 2, busca pressionar novo presidente da Câmara dos Deputados a colocar em votação projetos que prorrogam renda básica para pelo menos até o fim da pandemia


Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Santos (SP)

Com o fim do auxílio emergencial, 27 milhões de brasileiros e brasileiras estão sobrevivendo em condições de miséria neste início de 2021.

O levantamento é da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A prorrogação do auxílio deveria ter sido providenciada ainda em 2020, para que começássemos o ano novo garantindo renda mínima a milhões de famílias.

Não foi o que aconteceu.

Antes tarde do que mais tarde ainda.

De modo que a sociedade precisa formar um pacto para trazer de volta, já, o auxílio emergencial.

Há projetos tramitando na Câmara dos Deputados, e o novo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), precisa de ser pressionado para colocar em pauta.

——————————————————

PROJETOS NA CÂMARA

O Projeto de Lei 5509/20, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), prorroga o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 até o final do mês de março de 2021. Ele avalia que as consequências econômicas da pandemia não se esgotaram em dezembro de 2020 e que o auxílio emergencial foi fundamental para garantir dignidade a milhões de brasileiros sem emprego.

O Projeto de Lei 5536/20, do deputado André Janones (Avante-MG), também prorroga o pagamento de R$ 600 até 31 de março de 2021. “É a única ação eficaz adotada para proteger a renda dos trabalhadores, que garante a segurança alimentar das famílias e gera impactos positivos na atividade econômica”, defendeu.

A prorrogação até abril de 2021 dos pagamentos de R$ 600 é o que determina o Projeto de Lei 5650/20, do deputado Chiquinho Brazão (Avante-RJ). “As famílias brasileiras ainda precisam de ajuda do Poder Público para continuar sustentando seus lares”, afirmou.

Já o Projeto de Lei 5514/20, do deputado Fábio Henrique (PDT-SE), propõe a ampliação dos pagamentos até 30 de junho de 2021, com parcelas de R$ 600. “O pagamento do auxílio emergencial consecutivo possibilitará que a economia do País não entre em colapso na depressão causada pela pandemia de Covid-19”, defendeu.

O Projeto de Lei 4715/20, do deputado Jesus Sérgio (PDT-AC), vai mais além: cria o Renda Básica de Cidadania, um programa permanente em substituição ao auxílio emergencial. O texto determina o pagamento de R$ 300 mensais a brasileiros maiores de 18 anos com renda familiar mensal per capita igual ou inferior a meio salário mínimo, limitado a dois benefícios por família.

Fonte: Agência Câmara de Notícias. Saiba mais aqui

—————————————————–

Nesta terça, dia 2 de fevereiro, uma campanha foi lançada por organizações da sociedade civil com o intuito de mobilizar e promover a pressão necessária.

“Auxílio emergencial até o fim da pandemia” é o título da campanha, que conta com um site para coletar apoios e difundir informações sobre a importância da medida.

Para assinar a petição, clique aqui.

Mobilização só pela internet não resolve, mas se deixarmos de lado os memes sobre leite condensado e compartilhamos dados e cobrança por medidas que deem comida e dignidade ao povo tem-se uma ajuda considerável.

O diversionismo, ao menos no momento, só interessa aos responsáveis por este estado de caos em que nos encontramos.


Imagem em destaque: reprodução de matéria do Portal Vermelho sobre os impactos do fim do auxílio emergencial


GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

2 comentários sobre "Não dá mais para esperar: auxílio emergencial precisa voltar já"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 7 =