O exemplo que vem de Cuba no combate à pandemia

Estrutura social permitiu quarentena rígida. Além disso, o país ajudou nações da Europa e da África, com brigadas de saúde, por isso pode receber o Prêmio Nobel da Paz


Por Rede Brasil Atual | De São Paulo (SP)

O governo de Cuba anunciou na última semana a retomada gradual das atividades em Havana, após mais de 100 dias de confinamento para combater o coronavírus.

A incidência de óbitos por covid-19 em Cuba é de 0,73 para cada 100 mil habitantes – o país tem cerca de 11 milhões. Para se ter ideia, as mais de 60 mil mortes registradas no Brasil correspondem a 18 por 100 mil habitantes.

Logo no início da pandemia Cuba tomou medidas fortes de isolamento social, fechou fronteiras, escolas e manteve aberto somente o comércio de itens essenciais.

O apoio da população às medidas restritivas e ao uso das máscaras foi massivo.

O Ministério da Saúde determinou o enviou de médicos e profissionais de saúde às casas dos cubanos para a realização de testes e o isolamento dos casos identificados como suspeitos.

A capital iniciou na sexta-feira, dia 3 de julho, a fase 1 da reabertura do comércio, que passará a ampliar as permissões de funcionamento.

A cidade também reativou o transporte coletivo.

O ingresso de estrangeiro na ilha continua proibido.

O país segue aberto apenas para o turismo local.

Desde o inicio da pandemia do novo coronavírus, em 11 de março, Cuba registrou até esta quarta-feira (1º) 2.353 casos de contaminação pelo novo coronavírus e 86 óbitos.

Médico cubanos participaram ainda de ajuda humanitárias a diversos países da África e também da Europa, como Itália e Espanha, para atuar no combate à pandemia.

A participação no combate global à pandemia do novo coronavírus tem levado várias organizações do mundo a defender a entrega do Prêmio Nobel da Paz aos profissionais de saúde cubanos. As informações são do Portal de Cuba, jornal Granma e Terra sem Males.

Em nota, o Conselho de Ministros do governo cubano afirma que todas as províncias do país, que já haviam passado por medidas restritivas, iniciaram semana passada a fase 2 de reabertura das atividades – exceto a província de Matanzas. Havana é considerada como “lugar mais difícil e complexo”. A capital tem aproximadamente 2,2 milhões de habitantes.


Imagem em destaque: Malecón, em Havana. Foto de Paulo Donizetti de Souza/Rede Brasil Atual


GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 5 =