Apesar da deflação, preço dos alimentos segue subindo

Indicador do IBGE – o IPCA – também registrou ligeira elevação em artigos de limpeza. Pandemia fez crescer demanda por produtos básicos.


Da Agência de Notícias do IBGE | Do Rio de Janeiro (RJ)

Em abril, o Brasil registrou deflação de 0,31% em relação a março. Ou seja: em média, os preços de produtos e serviços caíram de um mês para o outro.

Os dados são do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado semana passada (08/05/2002) pelo IBGE. No acumulado do ano, o IPCA registrou 0,22% e, nos últimos 12 meses, ficou em 2,40%.

Apesar da deflação mensal, itens prioritários para estes tempos de pandemia tiveram alta significativa nos preços.

Os produtos que constituem o grupo “alimentação e bebidas” tiveram, em média, inflação de 1,79% de março para abril.

Destaque para as altas da cebola (34,83%), da batata-inglesa (22,81%), do feijão-carioca (17,29%) e do leite longa vida (9,59%). Já as carnes (-2,01%) apresentaram queda pelo quarto mês consecutivo, com ainda mais intensidade que no mês anterior.

“Há uma relação da restrição de oferta, natural nos primeiros meses do ano, e do aumento da demanda provocado pela pandemia de covid-19, com as pessoas indo mais ao mercado, cozinhando mais em casa”, aponta o gerente da pesquisa, Pedro Kislanov.

Artigos de limpeza tiveram ligeira alta também: 0,10%, de abril sobre março.

Combustíveis, artigos de residência, artigos de saúde e cuidados pessoais, energia elétrica, itens de habitação estão entre os produtos e serviços que registraram queda de preços e contribuíram para que, no geral, o IPCA ficasse negativo.


Imagem em destaque: movimento em seção de alimentos em supermercado. Foto de Eduardo Peret/Agência IBGE


GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 6 =