Os desafios de estudar longe de casa e se manter na universidade

Inclusão no ensino superior passa também por oferecer condições de moradia e alimentação aos estudantes.


Da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) | De Juiz de Fora (MG)

Neste início de ano letivo, é comum nas universidades – nas públicas, principalmente – a presença de muitos estudantes de vêm de longe.

Estudar fora da cidade onde se reside gera despesas extras com moradia e alimentação – o que não é pouco.

Há estudantes que recorrem às repúblicas, ou seja, dividem os custos do aluguel com outros estudantes.

Muitos, todavia, não podem contar apenas com os recursos financeiros próprios, da família ou de responsáveis.

Por isso, para auxiliá-los a se manterem na universidade, há algumas iniciativas.

Assistência estudantil

Na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), caracterizada por receber gente de todas as partes do país, há, por exemplo, o Programa de Assistência Estudantil, voltado a quem se enquadra em um perfil socioeconômico determinado.

Gerido pela Pró-reitoria de Apoio Estudantil e Educação (Proae/UFJF), o objetivo do programa é democratizar o acesso à educação, ampliando as condições de permanência dos discentes e diminuindo os efeitos das desigualdades sociais.

O programa dispõe de auxílios para moradia, transporte, alimentação, creche e duas modalidades de bolsas: a Permanência no valor de R$ 400 mensais e uma chamada “Pnaes”, no valor de R$ 500.

A avaliação é feita por indicadores socioeconômicos definidos pela equipe técnica de assistentes sociais da Pró-reitoria.

O processo de avaliação dos formulários e da documentação é feito em fluxo contínuo, isso significa que as inscrições ficam abertas o ano todo. Mas quanto antes o estudante entregar a documentação, mais rápido terá sua avaliação concluída e, se aprovado, o auxílio concedido.

Alojamentos

Além da bolsa de auxílio moradia, paga em dinheiro, a UFJF conta com dois edifícios de alojamentos – a Moradia Estudantil, que fica logo ao lado do campus Juiz de Fora, no bairro São Pedro.

Podem participar do processo seletivo os alunos regularmente matriculados nos cursos de graduação presencial da UFJF, no campus Juiz de Fora, e que estejam cursando a primeira graduação.

A residência do grupo familiar do aluno deve ser de fora de Juiz de Fora, e a renda bruta familiar mensal deve ser de até 1,5 salário mínimo por pessoa.


Imagem em destaque: a cidade de Juiz de Fora, que recebe muitos universitários de várias regiões do Brasil. Foto de Estela Loth/UFJF


GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 3 =