Dicas para uma saudável ceia de Natal e Ano Novo

Vigilância Sanitária dá orientações para o planejamento, compras, preparo e até para lidar com as sobras de comida.


Da Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba | De Curitiba (PR)

As tradicionais ceias de final de ano são sinônimos de fartura e variedades de alimentos.

Para assegurar que tudo corra bem com os pratos servidos nas vésperas de Natal e Ano Novo, a Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal da Saúde destaca alguns cuidados, tanto na hora de comprar, como na preparação, no armazenamento e no requentar das sobras dos alimentos.

As refeições mais comuns nas ceias geralmente levam no preparo ingredientes nem sempre usados em outras épocas do ano, o que exige cuidados redobrados para garantir a segurança alimentar à mesa.

A diretora do Departamento de Saúde Ambiental da SMS, Rosana Zappe, explica que o grande risco é a presença de micro-organismos, principalmente bactérias.

“A olho nu, é difícil dizer se um alimento está contaminado. Pequenos cuidados podem evitar transtornos como uma intoxicação alimentar”, enfatiza.

E quem opta por não ir para a cozinha, tem que ficar de olho na escolha do que servir. “Quando encomendar pratos prontos de algum estabelecimento, é importante certificar-se da regularidade de funcionamento.”, reforça a diretora.

PLANEJAR O CARDÁPIO

O primeiro passo é o planejamento. Decidir o cardápio e quantas pessoas devem estar à mesa ajuda nessa etapa. Saber o que e quanto comprar evita desperdícios e as sobras.

“O ideal é fazer os cálculos para evitÁ-las, mas se acontecer, alguns cuidados devem ser tomados com o armazenamento e temperatura”, orienta Zappe.

Definido o cardápio o próximo passo é fazer a lista de compras. Os congelados e resfriados devem ir para o final da lista; são os últimos itens no carrinho, para que se mantenham por mais tempo a temperatura correta. Alimentos que estragam com facilidade devem ser comprados próximo ao dia de consumo. Tudo planejado, é só ir às compras.

Nas compras,

  • Fique atento à validade dos produtos. Olhe também os rótulos e perceba se estão conservados nas temperaturas adequadas;
  • Se a embalagem estiver danificada, a qualidade do produto também pode estar comprometida;
  • Alimentos sem embalagem devem estar protegidos de insetos e poeira;
  • Redobre a atenção nos produtos em promoção: muitas vezes a validade está próxima ao vencimento.

Se for comprar carne, atenção na conservação. As carnes devem estar refrigeradas ou congeladas. Observe a procedência, no selo de registro de inspeção. A carne deve ter cor e cheiro próprios.

No caso de pescados, devem ser mantidos refrigerados ou cobertos com gelo, ter cor própria e cheiro agradável.

O corpo deve estar firme e úmido, com as escamas bem aderidas, guelras úmidas, vermelhas e olhos brilhantes.

O peixe congelado deve estar em freezer. No caso do camarão, a cabeça e a casca devem estar bem aderidas ao corpo.

Quanto a embutidos, fique atento à coloração, que deve ser própria e sem manchas estranhas.

Na hora de preparar,

  • Antes de qualquer coisa, limpe a superfície e os utensílios antes e depois da manipulação dos alimentos;
  • Em seguida, lave as mãos – prática que deverá ser repetida com frequência;
  • Quando for descongelar os alimentos, use a geladeira ou o micro-ondas e jamais os congele novamente;
  • Evite preparações que levem ovos crus

Na mesa,

  • Não sirva os alimentos com muita antecedência. Quanto mais tempo o alimento estiver na temperatura ambiente, maior será o risco de contaminação;
  • Bolos e sobremesas devem ficar refrigerados até o momento do consumo.

Sobrou, e agora?

  • Guardar assim que todos encerrarem a refeição; quanto menor o tempo de exposição ao ambiente, menores as chances de contaminação;
  • Separe os tipos de alimentos e guarde bem acondicionados em potes tampados. Assim você evita a contaminação entre eles;
  • Não sobrecarregue o refrigerador: o ar frio precisa circular com eficiência para manter a temperatura adequada.

LEIA TAMBÉM:


Imagem em destaque: compras em feira livre em Curitiba. Foto de Valdecir Galor/Prefeitura de Curitiba


GOSTOU DO MACUCO?
Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:
  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 3 =