Material de sobra para saber o que é AI-5 e outros absurdos da ditadura

Damos pelo menos duas dicas, de acesso fácil, rápido e de conteúdo consistente, didático e fiel à realidade dos fatos. Contra a ignorância, informação.


Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Curitiba (PR)

 

Em tempo em que detentores de cargos públicos sem o menor pudor desrespeitam a Constituição e fazem apologia à ditadura, vale refrescar a memória aos mais esquecidos, e, aos desentendidos, apresentar os fatos sobre a experiência enfrentada pelo Brasil entre os anos de 1964 e 1985.

Há uma porção de filmes, livros, peças de teatro, e outras produções que retratam os tempos de repressão.

São obras que iluminam as mentes e os debates e servem de vacina para que a sociedade não caia em distorção da verdade histórica.

São obras, aliás, que mostram como os movimentos golpistas de 1964 que levaram à ditadura guardam muitas, mas muitas semelhanças com os dias atuais.

À parte essas obras, destacamos dois espaços na internet, ao alcance de poucos cliques, e com farto material, em linguagem prazerosa.

Esses espaços são:

  • O “Memórias da Ditadura“, “a maior referência na web sobre a ditadura militar no Brasil. Confira você mesmo: memoriasdaditadura.org.br.
  • O “Memorial da Democracia“, que além de resgatar momentos do período de repressão, traz material também sobre a redemocratização do país gradativamente construída de 1985 aos dias de hoje. Viaje por lá: memorialdademocracia.com.br.

Você pode se aprofundar em temas como AI-5, tortura, exílio, censura, perseguição a trabalhadores, estudantes, ambientalistas, indígenas, quilombolas, camponeses, lideranças sociais e políticas de oposição, entre outras atrocidades.


Imagem em destaque: página inicial do “Memórias da Ditadura”



GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 5 =