Armazém do Campo é também ponto de cultura em Belo Horizonte

Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife são outras capitais que contam com a loja de produtos da reforma agrária, do MST

Por Geanini Hackbardt, do Brasil de Fato | De Belo Horizonte (MG)

Desde a inauguração, em novembro de 2016, a loja do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) da capital mineira trabalha o alimento e a arte como expressões da cultura dos trabalhadores brasileiros. O local, na esquina da avenida Augusto de Lima com Contorno, reúne a venda de alimentos saudáveis às noites culturais e à política.

Todo mês acontecem mais de dez eventos gratuitos para o público, com a presença de artistas populares dos mais diversos estilos.

Para o integrante Guê Oliveira, do setor de cultura do MST, o Armazém tornou-se um espaço de referência para a diversidade de Belo Horizonte, em especial, para grupos afetados pelo discurso de ódio do atual governo.

“O Armazém do Campo é a embaixada cultural do MST dentro da grande cidade. Aqui é possível discutir política e ser mulher, negro, LGBT sem se sentir ameaçada. Buscamos criar um ambiente para debate, feito para ser ocupado por quem ainda acredita na transformação dessa sociedade”, convida.

Hoje nosso samba com feijoada 😍🤗

Posted by Armazém do Campo BH on Saturday, July 27, 2019

Durante as atividades, entre uma música ou uma poesia, é possível conhecer os frutos da luta pela terra. Alimentos produzidos a partir da agroecologia.

Arroz, feijão, café, molho de tomate, conservas, geleias, cachaças, verduras, entre outros, abastecem a loja semanalmente.

“Nossa produção se baseia em relações livre de opressões. A agroecologia busca produzir um alimento livre de agrotóxicos, mas livre também da exploração que degrada a natureza e livre da exploração que degrada a vida humana”, explica o atual gerente, Paulo Duarte.

A loja funciona durante a semana no horário comercial e até mais tarde nos eventos. O endereço é avenida Augusto de Lima, 2136.

Confira a programação:

  • Projeto Cultura na Sexta – artistas variados da cultura mineira toda sexta-feira, a partir das 19h
  • Sarau Preto – Toda terceira sexta do mês
  • Quarta Inviolada – Pereira da Viola e convidados contam as histórias da viola, toda última quarta do mês
  • Samba da Nossa Terra – grandes bambas mineiros tocam a roda com feijoada, todo sábado às 13h13


ARMAZÉM DO CAMPO PELO BRASIL

O Armazém do Campo, do MST, está presente em outras quatro capitais brasileiras, além de Belo Horizonte:

  • Em Porto Alegre, a primeira delas, inaugurada há 20 anos
  • Em São Paulo, aberta em 2016
  • No Rio de Janeiro, inaugurada em 2018
  • E em Recife, a mais recente, inaugurada em maio deste ano

Há, pelo Brasil, uma série de outros espaços que contam com itens da reforma agrária, do MST. Em Santos, por exemplo, é possível encontrar alguns itens na sede da Associação Cultural José Martí. Há ainda as feiras realizadas ao longo do ano, em diversos estados.

  • Siga a @redemacuco no twitter para acompanhar notícias sobre feiras da reforma agrária e agroecologia
Imagem em destaque: movimentação no Armazém do Campo em Belo Horizonte. Foto: Divulgação/Armazém do Campo BH


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 3 =