Armazém do Campo é também ponto de cultura em Belo Horizonte

Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife são outras capitais que contam com a loja de produtos da reforma agrária, do MST

Por Geanini Hackbardt, do Brasil de Fato | De Belo Horizonte (MG)

Desde a inauguração, em novembro de 2016, a loja do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) da capital mineira trabalha o alimento e a arte como expressões da cultura dos trabalhadores brasileiros. O local, na esquina da avenida Augusto de Lima com Contorno, reúne a venda de alimentos saudáveis às noites culturais e à política.

Todo mês acontecem mais de dez eventos gratuitos para o público, com a presença de artistas populares dos mais diversos estilos.

Para o integrante Guê Oliveira, do setor de cultura do MST, o Armazém tornou-se um espaço de referência para a diversidade de Belo Horizonte, em especial, para grupos afetados pelo discurso de ódio do atual governo.

“O Armazém do Campo é a embaixada cultural do MST dentro da grande cidade. Aqui é possível discutir política e ser mulher, negro, LGBT sem se sentir ameaçada. Buscamos criar um ambiente para debate, feito para ser ocupado por quem ainda acredita na transformação dessa sociedade”, convida.

https://www.facebook.com/amazemdocampobh/videos/488112695066320/

Durante as atividades, entre uma música ou uma poesia, é possível conhecer os frutos da luta pela terra. Alimentos produzidos a partir da agroecologia.

Arroz, feijão, café, molho de tomate, conservas, geleias, cachaças, verduras, entre outros, abastecem a loja semanalmente.

“Nossa produção se baseia em relações livre de opressões. A agroecologia busca produzir um alimento livre de agrotóxicos, mas livre também da exploração que degrada a natureza e livre da exploração que degrada a vida humana”, explica o atual gerente, Paulo Duarte.

A loja funciona durante a semana no horário comercial e até mais tarde nos eventos. O endereço é avenida Augusto de Lima, 2136.

Confira a programação:

  • Projeto Cultura na Sexta – artistas variados da cultura mineira toda sexta-feira, a partir das 19h
  • Sarau Preto – Toda terceira sexta do mês
  • Quarta Inviolada – Pereira da Viola e convidados contam as histórias da viola, toda última quarta do mês
  • Samba da Nossa Terra – grandes bambas mineiros tocam a roda com feijoada, todo sábado às 13h13


ARMAZÉM DO CAMPO PELO BRASIL

O Armazém do Campo, do MST, está presente em outras quatro capitais brasileiras, além de Belo Horizonte:

  • Em Porto Alegre, a primeira delas, inaugurada há 20 anos
  • Em São Paulo, aberta em 2016
  • No Rio de Janeiro, inaugurada em 2018
  • E em Recife, a mais recente, inaugurada em maio deste ano

Há, pelo Brasil, uma série de outros espaços que contam com itens da reforma agrária, do MST. Em Santos, por exemplo, é possível encontrar alguns itens na sede da Associação Cultural José Martí. Há ainda as feiras realizadas ao longo do ano, em diversos estados.

  • Siga a @redemacuco no twitter para acompanhar notícias sobre feiras da reforma agrária e agroecologia
Imagem em destaque: movimentação no Armazém do Campo em Belo Horizonte. Foto: Divulgação/Armazém do Campo BH


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 4 =