Um 1º de Maio para explicar o atentado da reforma da Previdência

Trabalhadores com carteira assinada, autônomos, MEIs, servidores públicos, desempregados… Todo mundo convocado para participar dos atos em defesa da aposentadoria

Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Curitiba (PR)

Em cidades em todo o Brasil, o 1º de Maio de 2019 será marcado por atos para mostrar como a reforma da Previdência proposta pelo governo de Jair Bolsonaro prejudica o povo – trabalhador com carteira assinada, autônomos, MEIs, servidores públicos, desempregados, estudantes, pessoal da roça, família que precisa de algum tipo de benefício por motivo de doença, entre outras situações de vulnerabilidade social.

Mas que, por outro lado, é uma reforma que beneficia os bancos e o sistema financeiro, que estão sedentos, famintos, pelo dinheiro do sistema de previdência pública brasileira (e não é pouco dinheiro).

Diante de uma situação tão grave, em que o povo brasileiro está perdendo direitos básicos conquistados décadas atrás ao custo de muita luta, é que as centrais sindicais, pela primeira vez na história, deixaram as diferenças de lado e resolveram promover atos unificados neste 1º de Maio.

O objetivo é mobilizar a população para uma greve geral, prevista para 14 de junho.

Só a pressão de assalariados, autônomos, MEIs, desempregados e estudantes vai ser capaz de impedir que deputados federais e senadores aprovem o atentado que é essa reforma do ministro da Economia, Paulo Guedes, autêntico representante dos interesses dos bancos.

“Vamos esclarecer o que é a nefasta reforma da Previdência, mas também iremos conversar com os trabalhadores sobre as graves consequências das medidas adotadas pelo governo de Bolsonaro para economia, os direitos políticos e individuais e para a soberania do Brasil”, adianta o representante da CUT, Sérgio Nobre.

Além da CUT, as demais centrais sindicais envolvidas são a CGTB, CSB, CSP-Conlutas, CTB, CUT, Força Sindical, Intersindical, Nova Central e UGT, e frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

O maior ato está previsto para São Paulo, entre 11h e 20h30, no Vale do Anhangabaú, com a presença de artistas como a cantora de funk Ludmilla; as duplas Maria Cecília e Rodolfo; Guilherme e Santiago; e Edson e Hudson; a sambista e deputada Leci Brandão; o sambista mineiro Toninho Geraes, o grupo Mistura Popular, a jovem cantora sertaneja Yasmim Santos, de 20 anos, e os goianos Guilherme e Santiago.

CONFIRA ATOS ANUNCIADOS*

Bahia

14h – 1º de Maio unificado no Farol da Barra, em Salvador

Brasília

13h – Ato no Taguaparque (Taguatinga), com apresentações culturais de Vanessa da Mata, Odair José, Israel e Rodolffo, entre outras atrações locais. Também serão celebrados osos 40 anos do Sindicato dos Professores de Brasília (Sinpro-DF)

Ceará

15h – Ato unificado na Praia de Iracema, em Fortaleza, com concentração na Avenida Beira Mar, próximo ao espigão da Rui Barbosa

Goiás

14h – Concentração na Praça Cívica, em frente ao coreto, Goiânia

17h – Ato político e atividades culturais com shows e outras atrações na Praça Universitária, Goiânia

Mato Grosso

16h – Ato político e cultural, com artistas regionais, na Praça Cultural do Bairro Jardim Vitória, em Cuiabá

Mato Grosso do Sul

9h às 12h – Ato unificado do 1º de maio na Rua Anacá com a Rua Barueri, bairro Moreninha II, Campo Grande

Paraíba

14h – Caminhada com concentração em frente ao Centro de Zoonoses dos Bancários, em João Pessoa

17h – Ato cultural no Mercado Público de Mangabeira

Pernambuco

9h – Concentração na Praça do Derby, em Recife

Piauí

8h – ato do 1º de maio na Praça da Integração, em Teresina.

Rio de Janeiro

9h às 14h – ato na Praça Mauá, na capital, com barraquinhas para coleta de assinaturas do abaixo-assinado contra a reforma da Previdência, além de outras atividades organizadas pelos sindicatos e movimentos populares

14h às 17h – os trabalhadores e trabalhadoras sairão em bloco pelas ruas, intercalando bloco e fala política das centrais sindicais e movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo

Sergipe

8h – concentração do ato na Praça da Juventude – Conjunto Augusto Franco, em Aracaju. Em seguida, caminhada em direção aos Arcos da Orla de Atalaia, onde ocorrerá um ato político e cultural com coleta de assinaturas do abaixo-assinado contra a reforma da Previdência.

Rio Grande do Sul

– Porto Alegre
15h – Ato na Orla do Guaíba

– Caxias do Sul
14h – Ato nos Pavilhões da Festa da Uva

– Bagé
14h – Concentração na Praça do Coreto, com caminhada pela Avenida 7 de Setembro

– Erechim
10h – Concentração no Bairro Atlântico

– Passo Fundo
14h às 17h – Ato no Parque da Gare

– Pelotas
14h às 18h – Ato com mateada e atividades artísticas na Praça Dom Antônio Zattera

– Santa Maria
10h às 17h – Atividades com ato ecumênico, almoço coletivo, apresentações culturais, mateada, lançamento do Comitê Regional contra a Reforma da Previdência e ato público no Alto da Boa Vista, no bairro Santa Marta

– Ijuí
14h – Concentração seguida de ato na Praça Central

Santa Catarina

– Florianópolis
9h30 – Debates sobre a “reforma” da Previdência e atividades culturais na comunidade do Mont Serrat

– Palhoça
Debates sobre a “reforma” da Previdência e atividades na ocupação Nova Esperança

– Blumenau
15h – Ato público em defesa da Previdência na Praça da Prefeitura

São Paulo

– Campinas
9h30 – Concentração no Largo do Pará com caminhada até o Largo da Catedral
10h30 – Ato no Largo da Catedral
11h – Ida para São Paulo, no Vale do Anhangabaú

– Osasco
6h30 – 11º Desafio dos Trabalhadores, tradicional corrida e caminhada de rua, com concentração a partir das 6h30.

– São Bernardo do Campo
9h – Concentração na Rua João Basso, 231, com procissão até a Igreja da Matriz
9h30 – Missa

– Sorocaba
14h às 22h – O Sindicato dos Metalúrgicos organiza um ato político-cultural no Parque dos Espanhóis, com a presença de Ana Cañas, Detonautas e Francisco El Hombre, entre outros

* Fonte: Rede Brasil Atual. Consulte seu sindicato, ou movimento social de sua cidade, para verificar onde será o ato na sua região

Imagem em destaque: Leci Brandão, em ato em 2018, estará presente no 1º de Maio de São Paulo neste ano também. Fotos Públicas.



GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 2 =