Filmes e livros sobre a ditadura no Brasil

São 20 referências, para não sermos pegos pela mentira; ao contrário, para pegar na mentira essa gente que está governando o país

Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Curitiba (PR)

Dia 1º de abril é o Dia da Mentira.

Em 1º de abril de 1964 logrou êxito no Brasil um golpe civil militar que implantou uma ditadura no país.

Como dizia Leonel Brizola, assumir o Dia da Mentira como a data da “revolução” seria motivo de piada. E uma gargalhada, bem dada, é capaz de derrubar um tirano, comentava também o sábio político.

Pois então os protagonistas do golpe resolveram estabelecer 31 de março como a data oficial da deposição ilegal do então presidente João Goulart.

Às vésperas dos 55 anos do golpe, o Brasil se vê tomado de assalto por defensores do golpe, da ditadura, da tortura.

E que querem estabelecer uma mentira: a de que não houve golpe, tortura, ditadura… Propõem até uma comemoração neste domingo, 31 de março de 2019.

Para a gente não ser pego pela mentira – ao contrário, para a gente pegar essa turma na mentira -, a Rede Macuco sugere alguns filmes e livros que abordam a ditadura civil-militar de 1964 a 1988.

São filmes acessíveis na internet e livros também recorrentes em bibliotecas públicas, bibliotecas escolas, sebos e livrarias. Há uma porção; selecionamos ao todo 20 referências.

Vamos lá:

FILMES SOBRE A DITADURA NO BRASIL (fáceis de achar no youtube)

– Pra frente, Brasil!
– Eles não usam black tie
– Zuzu Angel
– Batismo de Sangue
– O que é isso, companheiro?
– Jango
– O dia que durou 21 anos
– O ano em que meus pais saíram de férias
– Militares pela democracia
– Advogados contra a ditadura
– Em busca da verdade
– Cabra marcado para morrer

LIVROS SOBRE A DITADURA NO BRASIL (confira em bibliotecas públicas, ou de instituições como Sesc, que é possível tomar emprestado ou ler no local)

– O golpe (Flávio Tavares)
– Brasil Nunca Mais (Dom Paulo Evaristo Arns, org.)
– Zero (Ignácio de Loyola Brandão)
– K. – relato de uma busca (Bernardo Kucinski)
– Você vai voltar para mim (Bernardo Kucinski)
– A ditadura militar e os golpes dentro do golpe (Carlos Chagas)
– A revolução burguesa no Brasil (Florestan Fernandes)
– Jango: a vida e a morte no exílio (Juremir Machado)

Imagem em destaque: a história foto de Evandro Teixeira, do Jornal do Brasil, da Passeata dos Cem Mil no Rio de Janeiro, em 26 de junho de 1968, contra a ditadura


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 8 =