Livro dá dicas de cardápio para estudantes; baixe aqui

Publicação é voltada principalmente para escolas, mas é possível aplicar em casa as orientações nutricionais apresentadas

Do Portal do Governo de SP | De São Paulo (SP)

Com a volta às aulas, a preocupação com a alimentação de crianças e adolescentes nas escolas é redobrada. Frutas, legumes e verduras, muitas vezes, são trocados por produtos ultra processados, guloseimas e itens com alto teor calórico.

Para auxiliar a equipe multidisciplinar na escolha de alimentos para as merendas escolares e ajudar na educação alimentar dos estudantes, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), lançou o livro “Alimentação Escolar: promovendo a saúde do futuro”.

O livro traz dicas de como montar um cardápio equilibrado, considerando a qualidade, quantidade, harmonia e adequação, para compor diferentes refeições. “A alimentação escolar, entre outros fatores, deve incluir frutas, legumes e hortaliças, ao menos três vezes por semana, além de suprir 20% das necessidades nutricionais diárias, em uma refeição”, afirma a nutricionista Milene Massaro, da Codeagro, responsável pela organização do livro.

MODELOS DE CARDÁPIOS

Assim, são sugeridos alguns modelos de cardápios, como o arroz, creme de abóbora com carne e alface, e o Talharim com abóbora, frango assado e tangerina. O livro também traz dicas de como apresentar os alimentos nos pratos e receitas que podem ser preparadas nas escolas – e em casa também.

Sucos de frutas, super recomendados.

Para facilitar a criatividade e o trabalho de merendeiras e do pessoal em casa, a publicação aponta também as frutas e verduras mais facilmente encontradas ao longo de cada mês, durante o ano.

PAPEL DE CADA UM

No ambiente escolar, a publicação aponta o papel de diferentes profissionais, como diretores, coordenadores, nutricionistas e merendeiras, na contribuição da formação de hábitos alimentares saudáveis.

Segundo o livro, o fornecimento de um alimento seguro aos estudantes, a formação de um ambiente propício a melhores escolhas alimentares e a promoção da educação alimentar e nutricional são elementos necessários para atingir a alimentação saudável no ambiente escolar.

DEPOIMENTO DE MÃE

Para a mãe Ludmilla Betteloni de Almeida, que vai pela primeira vez deixar seu filho Gabriel, de 2 anos, na escola, poder contar com livros como esse é muito importante. “A gente se preocupa com a alimentação dos pequenos em casa, mas não pensa muito no que eles vão comer na escola. Com o livro, podemos, tanto os pais como quem trabalha nas escolas, pensar nas coisas saudáveis e com mais saúde.”

Imagem em destaque: frutas, com a banana, indispensáveis para uma alimentação saudável. Foto de @waasantista


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 2 =