#EleNão: atos para barrar a ameaça fascista

No Brasil e no exterior, mobilizações suprapartidárias neste sábado, 29 de setembro, podem ser decisivas para o rumo das eleições presidenciais

Por Wagner de Alcântara Aragão (@waasantista) | De Santos (SP)

Em cidades em todas as regiões do país, e em várias partes do mundo, milhares de pessoas vão se reunir neste sábado, dia 29 de setembro, para protestar e mostrar resistência contra a ameaça fascista que ronda o Brasil.

São os atos #EleNão, contrários à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República – e, mais que isso, contrários às ideias e práticas que tal candidatura representa.

O #EleNão surgiu como uma mobilização nas redes sociais, por parte de mulheres, as maiores vítimas do discurso e práticas de ódio que o grupo bolsonarista prega. A campanha foi tomando corpo, ganhou a adesão de personalidades, e saiu do ciberespaço e chega às ruas.

Hoje, o movimento #EleNão agrega mulheres e homens, de todas as classes sociais e faixas etárias. Grupos historicamente marginalizados pelas elites, igualmente vítimas das ideias e práticas bolsonaristas, como comunidades quilombolas, indígenas, trabalhadores sem terra, trabalhadores sem teto e LGBTIs se incorporaram à campanha e estarão presentes nos atos deste sábado 29 de setembro.

AGENDA

Até o fechamento desta matéria, não foi possível obter uma agenda consolidada com a relação de todos os atos confirmados. Mas é certo que nas capitais dos estados e nas cidades de médio porte ocorrerão manifestações nos mais diferentes formatos – caminhadas, atividades artísticas e culturais, rodas de conversas, panfletagem.

Na imagem acima, estão alguns dos eventos. Mas, a seguir, deixamos alguns links onde você pode encontrar o ato mais perto de onde você estiver:

Um detalhe importante é que os atos devem contar com eleitores, simpatizantes e militantes de diversas candidaturas. É, portanto, um ato suprapartidário, em que divergências ideológicas e programáticas são postas de lado para a convergência em torno de um objetivo comum: evitar que o Brasil opte pelo caminho da violência, do ódio, da discriminação, e retroceda séculos em seu processo civilizatório.

Os atos deste 29 de setembro devem ser decisivos para o processo eleitoral. O despertar de consciência que as mobilizações tendem a gerar pode modificar a opção de voto da maioria dos brasileiros e brasileiras de natureza solidária e democrática.

Imagem em destaque: arte de Amma.


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp ou telegram: 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 2 =