Um encontro para (ao menos se tentar) entender o Brasil de hoje

É a Análise de Conjuntura do Ibase, instituto fundado por Betinho, que abre as portas as segundas segundas-feiras de cada mês para receber interessados em discutir o país

Por Wagner de Alcântara Aragão, com informações do Ibase | De Curitiba (PR)

Procura luz no debate para entender esse complicado Brasil de hoje?

Pois uma boa oportunidade são as reuniões de análise de conjuntura promovidas na segunda segunda-feira de cada mês pelo Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), na cidade do Rio de Janeiro.

Depois de uma pausa para o recesso de julho, os encontros serão retomados na próxima segunda-feira, dia 13, a partir das 17h30. O “Análise de Conjuntura” do Ibase é aberto ao público em geral. A entrada é gratuita. O Ibase fica na Rua Senador Dantas, 40, no Centro.

“É um debate de ideias, feito de forma livre e com respeito às diferenças”, sublinha texto de divulgação do evento, disponível na página do Ibase na internet.

O texto continua: “Estamos às vésperas de mais uma eleição majoritária, talvez uma das mais controversas na recente história da democracia brasileira. Fruto de uma conjuntura que mistura a atuação polêmica do Judiciário do país, a polarização política cada vez mais acentuada, o crescimento de discursos de ódio e a luta contra as fake news – só para citar alguns pontos. Por isso, a necessidade do diálogo se faz tão presente”.

SOBRE O IBASE

De acordo com texto de apresentação do próprio Ibase, o instituto é uma organização não governamental “de cidadania ativa”. Atuando de forma efetiva desde 1981, foi fundada por Herbert de Souza, o Betinho, e os companheiros de exílio Carlos Afonso e Marcos Arruda, após a anistia política conquistada no final dos anos 1970.

“O Ibase, tem uma história institucional muito ligada à democratização do Brasil, em particular às lutas que permeiam a emergência da cidadania e a constituição da diversificada sociedade civil brasileira das três últimas décadas. Os grandes movimentos e campanhas cívicas deste período, foram também compromissos do Ibase e, por isto, foram momentos históricos de adaptação da sua agenda e das formas de atuação. Este legado está no ethos do Ibase”, destaca o instituto.

Imagem em destaque: encontro de maio último. Foto: divulgação Ibase


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp ou telegram: 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: redemacuco@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 1 =