Uma semana de eventos de luta pela educação

Centenas atividades, em todas as partes do Brasil, são a oportunidade para lutar por aquilo que está no discurso de todas e todas: ensino de qualidade. Confira a agenda

Por Wagner de Alcântara Aragão, com informações da Rede Brasil Atual

“Se a prioridade é a educação, tirem a tesoura da mão. Direitos valem mais, não aos cortes sociais”. Esse é o mote da Semana de Ação Mundial de 2018, uma série de atividades em todo o Brasil com o objetivo de mobilizar a sociedade para a defesa do ensino público de qualidade.

O evento busca mostrar que não basta considerar a educação como prioridade e repetir isso nos discursos. Isso todo mundo já sabe, e concorda.

O despertar precisa ser para o seguinte: para que a educação seja realmente encaraca como prioridade, faz-se necessário encarar outras lutas. E a Semana de Ação Mundial 2018 propõe a revogação da Emenda Constitucional 95, aquela aprovada pelo governo golpista que congela os investimentos públicos por 20 anos, para garantir dinheiro do orçamento para o pagamento de juros para os bancos.

A mobillização reivindica também um novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, o Fundeb; e exige a retomada do Plano Nacional da Educação (PNE), paralisado depois da destituição de Dilma Rousseff.

Se você quer se unir a essa luta, clique aqui e confira a agenda no seu estado. As atividades começaram nesta segunda-feira, dia 4, e seguem até domingo, dia 10 de junho.

São palestras, debates, rodas de conversas, cursos de formação e aperfeiçoamento e manifestações populares, entre outras atividades.

Para orientar as discussões e subsidiar a população com informações, a organização elaborou o “Dossiê Retrocesso”, que traz dados e fatos que comprovam como a educação brasileira, que vinha em processo de expansão e melhora da qualidade, regrediu depois do golpe de 2015/2016. “Com a Emenda 95, conhecida como PEC do Teto [ou PEC da Morte], as perspectivas são ainda mais sombrias”, frisa relatório dos organizadores.

SOBRE O EVENTO

A Semana de Ação Mundial completa 15 anos em 2018. É organizada pela Campanha Global pela Educação, a qual pressiona as nações a cumprirem objetivos estabelecidos pela Unesco, especialmente no Marco Ação Educação 2030. Esse Marco estava em sintonia com o Plano Nacional de Educação, sancionado em 2014 pelo governo Dilma Rousseff, com validade de dez anos. “O Programa completa seu quarto ano de vigência e de descumprimento. A sentença é tão crua quanto verdadeira (…) O flagrante descumprimento do PNE retarda ainda mais a possibilidade do Brasil cumprir sua obrigação: garantir direito à educação pública de qualidade para todas e todos”, afirma a organização.

As entidades integrantes da organização ressaltam que qualquer pessoa ligada à educação pode incluir atividades na Semana Mundial de Ação 2018. “Basta inscrever sua entidade, como escola ou ONG, no portal da Semana para receber o material de divulgação e discussão”, salienta a organização.

Imagem em destaque: reprodução da seção “agenda” do site do evento


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco; CPF 257.618.408-12)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp ou telegram: 13-92000-2399
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: waasantista@protonmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 5 =