Um ponto para encontrar alimentos saudáveis e baratos

Lojas do “Armazém do Campo”, em Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre, e da Associação Cultural José Martí, em Santos, comercializam produtos da reforma agrária

Por Wagner de Alcântara Aragão, com informações do Brasil de Fato | Foto: David Robins

Com a inauguração no último sábado, dia 25, de uma unidade em Belo Horizonte, já são três as lojas da rede Armazém do Campo, mantida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

A rede, que comercializa produtos da reforma agrária e livres de agrotóxicos, está presente em Porto Alegre (no Mercado Público da cidade) e em São Paulo (bairro Campos Elíseos).

O Armazém do Campo de Belo Horizonte, localizado na região central da capital mineira, esquina das avenidas Augusto de Lima e Contorno, oferece mais de 250 produtos, entre cafés, doces de leite, sucos de uva, cervejas artesanais e o famoso arroz orgânico do MST, que se tornou o maior produtor do cereal em toda a América Latina.


DEPOIMENTOS DOS FREGUESES

Umas das primeiras freguesas da loja mineira, Edi Faria de Almeida destacou a importância do ponto de venda. “É uma oportunidade que nós temos de comprar alimentos sadios, sem agrotóxicos, sem conservantes e, além do mais, é a forma de nós da cidade ajudarmos essa luta tão difícil, tão heróica, tão persistente dos trabalhadores sem terra.”

Contribuir com a luta dos camponeses do MST também é um dos motivos que trouxeram Altair Moreira ao Armazém do Campo no dia da inauguração da unidade em Belo Horizonte. Ele levou para casa feijão, chicória e mel. “No momento que nós estamos vivendo hoje, é importante você marcar esse terreno, que o MST, acima de tudo, produz produtos importantes para a alimentação e tudo orgânico”, afirmou.

Mais de 90% dos produtos que estão na loja são produzidos em assentamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra espalhados por todo o Brasil. Para Ademar Schusk, dirigente do setor de produção do MST e coordenador do Armazém do Campo, essa é a filosofia que norteia o funcionamento dos estabelecimentos do Movimento.“O Armazém do Campo tem como filosofia a venda de produtos vindos de assentamentos de reforma agrária, priorizando os produtos que são orgânicos. Praticamente 80% da nossa loja é orgânica. Os que ainda não são orgânicos estão em processo de transição”.

Associação José Martí, em Santos | Foto: @waasantista

ASSOCIAÇÃO JOSÉ MARTÍ

A rede “Armazém do Campo” foi concebida pelo MST motivada pelo êxito das feiras da reforma agrária promovidas pelo Movimento. Foi do sucesso da feira realizada em Santos, por exemplo, que a Associação Cultural José Martí também se tornou ponto de venda de alimentos produzidos por assentamentos do MST.

 


GOSTOU DO MACUCO?

Ajude a gente a se manter e a continuar produzindo conteúdo útil. Você pode:

  • Ser um assinante colaborador, depositando qualquer quantia, com a frequência que for melhor pra você. Nossa conta: Caixa – Agência 1525 Op. 001 Conta Corrente 000022107 (Wagner de Alcântara Aragão, mantenedor da Rede Macuco)
  • Ser um anunciante, para expor seu produto, ou serviço que você oferece. A gente faz plano adequado à sua condição financeira, baratinho. Entre em contato pelo whatsapp ou telegram: 41-99196-3498
  • Para mais informações sobre qualquer uma das opções, ou se quiser colaborar de outra forma, escreva pra gente: waajornalista@gmail.com

Livro coletânea de post dos dez primeiros anos (2005-2015) do Macuco Blog. São textos rápidos, leves, que retratam momentos históricos nas áreas de cultura, esportes, política, economia, curiosidades. Clique aqui para obter um exemplar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 2 =